Empresas alagoanas já podem se inscrever no Prêmio Nacional de Inovação

PNI conta com três modalidades para micro e pequenas empresas, indústrias e outras três para Ecossistemas de Inovação

Empresas alagoanas já podem se inscrever no Prêmio Nacional de Inovação

PNI conta com três modalidades para micro e pequenas empresas, indústrias e outras três para Ecossistemas de Inovação

Por Agência Sebrae de Notícias | Edição do dia 9 de julho de 2021
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,


Consolidada como a maior premiação de inovação do país, a edição 2021/2022 do Prêmio Nacional de Inovação (PNI) foi lançada no dia 6 de julho, terça-feira, para incentivar e reconhecer os esforços bem-sucedidos de inovação e gestão da inovação nas organizações que atuam no Brasil. O PNI é destinado às empresas do setor industrial, às micro e pequenas empresas de negócios de todos os setores e aos ecossistemas de inovação.

Durante o evento de lançamento foram apresentadas a metodologia, o regulamento, os critérios e as orientações para inscrições na edição deste ano, que já estão abertas e podem ser feitas gratuitamente pelo site https://www.premionacionaldeinovacao.com.br/ até o dia 02 de outubro.

O diretor técnico do Sebrae Nacional, Bruno Quick, destacou a importância de promover o PNI em dias os quais inovar se torna cada vez mais essencial.

“Falar de inovação nesse ano, com tudo o que acontece no planeta, com o fenômeno de transformação digital e da ciência aplicada à medicina, é falar de algo que está no centro da agenda, precisa estar presente na vida das pessoas e das empresas. Para nós, lançar esse prêmio com esses parceiros é um passo muito importante, uma contribuição para identificar, reconhecer e disseminar experiências e empreendimentos inovadores em todo o país”, afirma.

Antônio Carlos Silva, presidente em exercício da CNI, enfatiza que, desde 2011, foram realizadas seis edições com mais de 11 mil inscritos, reunindo empresas de todos os portes, do país inteiro. Ele também falou sobre suas expectativas no aumento do número de inscritos para esta edição.

“A última edição, em 2019, contou com mais de 1,7 mil empresas, com 26 finalistas e 15 vencedoras. Com a edição desse ano, esperamos um crescimento da ordem de 20% no número de inscrições, visto a nova categoria voltada aos ecossistemas. Com o PNI, queremos contribuir com o processo de aprendizado, auxiliando as empresas e os ecossistemas a identificarem os pontos fortes e oportunidades de melhorias em inovação”, pontua Antônio Carlos Silva.

Já o Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, lembrou que o PNI é mais uma forma de transbordar o conhecimento produzido no país e fazer com que essa expertise se transforme em novos produtos, serviços e mais desenvolvimento para o Brasil.

“Com o apoio de parceiros como esses envolvidos no PNI, FINEP, BNDES e outras organizações criamos condições para que as ideias tenham sucesso e tenhamos um ambiente mais favorável. Temos condições de transformar o país através da ciência e tecnologia para ir bem além do que foi o Japão e Coreia do Sul, que cresceram a partir do investimento em tecnologia, ciência e inovação. Com isso, poderemos dar mais qualidade de vida para as pessoas e sermos mais competitivos. Temos muita honra em participar do PNI. Isso vai significar muito para o nosso futuro e o futuro de nossas crianças”, conclui o ministro.

Modalidades e categorias

O PNI 2021/2022 conta com três modalidades: Modalidade 1 – Pequenos Negócios: Microempreendedor Individual, Micro ou Pequena Empresa com receita bruta anual inferior ou igual a R$4,8 milhões; Modalidade 2 – Médias Empresas: Empresa do setor industrial, com receita bruta anual superior a R$4,8 milhões e menor ou igual a R$ 300 milhões; Modalidade 3 – Grandes Empresas: Empresa do setor industrial, com receita bruta anual superior a R$ 300 milhões.

A premiação do PNI para ecossistemas de inovação também é dividida em três modalidades:

Modalidade 1- Ecossistema de Inovação em estágio inicial: caracteriza-se por estar no início da sua estruturação e organização, e por contar com um volume ainda pequeno de potenciais empreendedores;

Modalidade 2- Ecossistema de Inovação em desenvolvimento: caracteriza-se por estar em estruturação e organização, e por contar com um volume ainda pequeno de potenciais empreendedores, buscando efetividade e integração dos seus ambientes de inovação, programas e ações e o reconhecimento da importância do ecossistema para a economia do município.

Modalidade 3- Ecossistema de Inovação em estágio consolidado: caracteriza-se por estar estruturado, organizado e sistematizado. Com histórico de atividades e resultados reconhecidos pela comunidade local, regional, nacional e até internacional. Contam também com apoio de políticas públicas de incentivo à inovação.

As categorias de reconhecimentos para as candidatas Empresas são: Gestão da Inovação; Categorias de Inovação – com as subdivisões Inovação em Produtos, Processos e Sustentabilidade.  Além das categorias apresentadas, as Empresas concorrem a um reconhecimento para as práticas inovadoras em Saúde e Segurança no Trabalho (SST), chamado Destaque SST. Os Ecossistemas terão apenas uma categoria.

Os vencedores serão reconhecidos em cerimônia e terão divulgação em mídias diversificadas e poderão participar de imersões em ecossistemas de inovação nacionais e internacionais e do Master in Business Innovation (MBI) do Senai. Além disso, as empresas e ecossistemas serão inclusos no caderno de resultados.

O Prêmio Nacional de Inovação (PNI) é uma iniciativa da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Sebrae com patrocínio exclusivo da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), e em correalização com o Serviço Social da Indústria (SESI), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados