Emater realiza dia de campo para discutir o cultivo da banana em dois municípios da Zona da Mata

Ação acontece em parceria com o Banco do Nordeste e com as prefeituras de União dos Palmares e Santana do Mundaú

Emater realiza dia de campo para discutir o cultivo da banana em dois municípios da Zona da Mata

Ação acontece em parceria com o Banco do Nordeste e com as prefeituras de União dos Palmares e Santana do Mundaú

Por Assessoria | Edição do dia 19 de novembro de 2021
Categoria: Alagoas


Dando continuidade ao projeto iniciado na última quinta-feira (11), o Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (Emater) realizará mais dois dias de campo, um em União dos Palmares e outro em Santana do Mundaú, para discutir o manejo e adubação do solo no cultivo de banana comprida e prata, respectivamente.

A ação acontece em parceria com as prefeituras dos respectivos municípios e com o Banco do Nordeste. Na próxima segunda-feira (22) às 8h, o evento será na propriedade do agricultor familiar Josué Izidorio, que fica no Vale da Pelada, em União dos Palmares, para a atividade com o cultivo da banana comprida.

Já na terça-feira (23) às 8h30 é a vez de Santana do Mundaú, na propriedade do agricultor Pedro Arthur, localizada na comunidade Água Fria, para a ação com o cultivo da banana prata.

O foco da atividade é a capacitação dos produtores do projeto “Bananicultura no Território Leste Alagoano”, do Programa de Desenvolvimento Territorial (PRODETER), realizado pelo Banco do Nordeste.

O dias de campo serão conduzidos pelo engenheiro agrônomo da Emater, Leandro Benatto. Durante o evento, o Banco do Nordeste fará a apresentação do programa de Crédito Rural, e realizará o cadastro dos agricultores interessados em acessá-lo para a atividade.

“O tema será ‘Solo Vivo – Planta Saudável’. A partir disso, nós iremos abordar a vida no solo, a relação com a sanidade e desenvolvimento da bananicultura, a importância da coleta e análise de solo, adubação e manejo do bananal, adubação verde, matéria orgânica e ciclagem de nutrientes”, detalhou Leandro.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados