Em nota oficial, Veleiro afirmou não entender motivação dos protestos desta sexta (25)

A empresa disse que uma audiência havia sido realizada ontem, inclusive com a presença das entidades trabalhistas da categoria

Por Redação | Edição do dia 25 de setembro de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias


Em mais um protesto realizado por ex-funcionários da viação Veleiro, nesta sexta-feira (25), um grupo bloqueou a avenida Fernandes Lima reivindicando direitos trabalhistas. Mas, em nota oficial, a empresa acionada na justiça afirmou que foi pega de surpresa pelas manifestações, já que ainda ontem foi realizada uma audiência com a presença do sindicato e de outras entidades trabalhistas, onde foi explicado que a empresa já entregou ao Ministério Público do Trabalho (MPT) uma proposta para o fim dos litígios.

A manifestação durante a manhã foi inclusive muito conturbada, com a presença da Polícia Militar, por meio do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), com bala de borracha e a tropa de choque, para conter o grupo que protestava.

Ainda de acordo com a nota da Veleiro, “outro fato que merece destaque é que já existem ações judiciais discutindo os direitos pleiteados pelos funcionários demitidos, com ações propostas pelo Sindicato dos Rodoviários, Ministério Público e dos próprios ex-funcionários, mas o local de discussão de litígio é na justiça”.

Sobre as demissões, a empresa se defende usando como motivação a crise financeira causada pela pandemia do novo coronavírus e que, mesmo diante do cenário, ainda existem 400 famílias que dependem da instituição e não há salário e/ou tíquete alimentação atrasados, apesar de todo o cenário de crise econômica e grave desequilíbrio econômico-financeiro dos contratos.

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados