Em menos de um mês, Procon fiscaliza mais de 300 estabelecimentos em AL

O objetivo é combater possíveis irregularidades cometidas por alguns fornecedores

Em menos de um mês, Procon fiscaliza mais de 300 estabelecimentos em AL

O objetivo é combater possíveis irregularidades cometidas por alguns fornecedores

Por | Edição do dia 9 de abril de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,


Devido ao enfretamento ao novo Covid-19, o Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor bfb358425def969ff8eb825fe440b79c_L(Procon/AL) vem se dividindo em equipes com o intuito de percorrer e vistoriar estabelecimentos localizados em várias cidades alagoanas. O objetivo é combater possíveis irregularidades cometidas por alguns fornecedores.

Até o momento foram feitas 305 visitas, que resultaram em 33 autos de constatação e 29 autos de infração, somando o total de 367 estabelecimentos. Sendo inspecionados: supermercados, farmácias, estabelecimentos que comercializam material hospitalar, casas de material de limpeza, entre outros.

Os principais motivos quanto às penalidades são os preços abusivos dos produtos que previnem a Covid-19, como também alimentos impróprios ao consumo, com prazos de validade vencidos, sendo apreendidos mais de 15 kg de presunto, além de remédios e fraldas descartáveis vencidos em algumas farmácias. Porém, o foco principal, no momento, vem sendo as mercadorias que combatem o novo coronavírus, em evidência o álcool em gel.

O Instituto está recebendo diariamente diversas denúncias, reclamações e até mesmo sugestões de consumidores, seja por meio do whatsapp 82 98876-8297, do número 151 ou pelo site do Procon/AL e redes sociais. Todas as denúncias são analisadas e encaminhadas para o setor de fiscalização, que as distribui para as equipes que irão às ruas.

“Nosso maior objetivo é coibir os abusos e garantir que os direitos dos consumidores sejam respeitados. Não vamos medir esforços para seguir fortemente todas as recomendações do Governo de Alagoas e às instruções do governador Renan Filho que, de prontidão, vem nos dando as condições necessárias para realização de nossas ações, seja para orientar, conciliar e se não houver outra alternativa, punir os infratores”, conta o diretor-presidente do Procon Alagoas, Daniel Sampaio.

Mesmo com o anúncio do governador Renan Filho, neste domingo (5), em prorrogar o decreto de emergência que põe Alagoas em isolamento para evitar o avanço do coronavírus, as atividades de fiscalização continuaram até o dia 30/04.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados