Em meio a críticas pastor afirma “tenho vergonha” do feriado do Dia do Evangélico e causa burburinho na internet

Presidente da Igreja Batista Central de Brasília, Ricardo Espíndola, teceu críticas ao feriado através das redes sociais

Em meio a críticas pastor afirma “tenho vergonha” do feriado do Dia do Evangélico e causa burburinho na internet

Presidente da Igreja Batista Central de Brasília, Ricardo Espíndola, teceu críticas ao feriado através das redes sociais

Por Redação | Edição do dia 29 de novembro de 2021
Categoria: Brasil | Tags: ,,,,,


Na manhã desta segunda-feira (29), dia que antecede o feriado do Dia do Evangélico, o presidente da Igreja Batista Central de Brasília, pastor Ricardo Espíndola, postou um vídeo polêmico no qual critica o Dia do Evangélico.

Segundo falas da autoridade evangélica, “é para comemorar o quê? Dia do Evangélico? Dia da Consciência Evangélica? Acho que tudo tem limite. Para quem é empresário, é um dia perdido”.

E continua “se é uma data importante para o seguimento protestante evangélico, tem o dia da reforma protestante que ninguém lembra, ninguém comemora, as igrejas passam batido. Agora dia do evangélico tem que fazer show, tem que trazer pastor modinha, cantor modinha”.

“O dia do evangélico foi feito na época de Cristovam Buarque, por um deputado chamado Adão Xavier, que tempos depois foi cassado, assim, a origem já não é legal”, “eu tenho vergonha e falo isso como um desabafo”.

Espíndola defende que, para o culto, os evangélicos usem um dia de descanso, como o sábado, em vez de transformar um dia da semana em um feriado exclusivo. O pastor também critica o fato de não haver feriado semelhante para outras religiões, como a espírita. “Direitos iguais para todo mundo”, afirma.

Em meio a diversas mensagens, vários seguidores apoiaram a colocação do presidente.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados