Em dez dias, PMAL atende a mais de 1.300 denúncias de descumprimento da quarentena

As denúncias foram feitas pelo 190 e pelo Disque Denúncia (181), na região metropolitana de Maceió

Em dez dias, PMAL atende a mais de 1.300 denúncias de descumprimento da quarentena

As denúncias foram feitas pelo 190 e pelo Disque Denúncia (181), na região metropolitana de Maceió

Por | Edição do dia 31 de março de 2020
Categoria: Coronavírus | Tags: ,,,,,


9e93faf11dcefcdf263bb39d2fae8bcc_L

Foto: Ascom PMAL

Em dez dias de fiscalização por meio de ação integrada na região metropolitana de Maceió, a Polícia Militar de Alagoas (PMAL), em parceria com alguns órgãos da Secretaria de Segurança Pública (SSP), registrou o recebimento de mais de 1.300 denúncias sobre descumprimento da quarentena contra o Covid-19 decretada pelo governo do estado. Foram mais de 1.140 denúncias pelo 190 e mais de 185 queixas pelo Disque Denúncia, através do 181.

O trabalho mobiliza diariamente mais de 600 policiais militares das Unidades Operacionais e Especializadas do Comando de Policiamento da Capital (CPC), bem como o emprego de equipes do Programa Força Tarefa. “Vamos continuar firmes e fortes fazendo o possível para manter a população em casa e fazer valer o decreto. Nosso compromisso é com o bem comum”, disse o comandante-geral, coronel Marcos Sampaio.

Dentre os 698 casos verificados pelos policiais em descumprimento ao decreto, a maior parte deles (333 registros) foi a abertura de bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres; seguido por 253 lojas ou estabelecimentos que praticam o comércio abertos.

No balanço também foram constatados em funcionamento 32 academias, clubes, centros de ginástica e estabelecimentos similares. Além disso, a PM flagrou 27 atividades de comércio nas praias, rios, lagoas e piscinas públicas; 23 locais com atividades culturais e ainda 25 templos, igrejas e demais instituições religiosas.

Só na segunda-feira (30), foram contabilizados 41 registros de violação ao decreto. Na região metropolitana quase 654 policiais distribuídos em 210 viaturas foram empregados ao longo do dia e noite. A partir de denúncias solicitadas por meio do telefone 190 guarnições flagraram 13 bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres; dois estabelecimentos do tipo academia, clube, centro de ginástica e similares; 20 lojas ou estabelecimentos que pratiquem o comércio ou prestem serviços de natureza privada e dois do tipo museus, cinemas e outros equipamentos culturais, públicos e privados e um caso de qualquer atividade de comércio nas praias, lagoas, rios e piscinas públicas ou outros locais.

Serviço

O trabalho positivo de fiscalização aconteceu graças ao empenho do cidadão alagoano que também está fazendo a parte dele. A população pode continuar contribuindo para que as forças de segurança de Alagoas atuem para que comerciantes e outros setores atendam às recomendações e mantenham a quarentena, uma vez que o Decreto Governamental foi prorrogado por mais sete dias.

Por meio do Disque Denúncia (181), as pessoas podem enviar denúncias que necessitem de averiguação, como por exemplo um estabelecimento que anunciou que irá abrir normalmente, contrariando o decreto. Já o número 190 deve ser utilizado em casos de flagrante de descumprimento, ou seja se o local proibido estiver aberto e funcionando normalmente. Em ambas situações, as informações são direcionadas ao Copom e este fará a checagem e distribuição das ocorrências para as equipes policiais que estiverem mais próximo do fato.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados