Boa Noite!, Domingo - 22 de Setembro de 2019

 

Em Arapiraca, tem Bicudo, Xereta e a “Magal Legal”

Deraldo Francisco / 2:57 - 06/09/2016


A concorrência para uma vaga na Câmara de Vereadores de Arapiraca está maior do que em Maceió. Lá, que é o segundo colégio eleitoral do Estado, são 216 candidatos para 15 vagas. Isso leva à média de 14,4 candidatos para cada vaga.

Tá difícil ganhar se eleger vereador ou vereadora em Arapiraca. Mas, muita gente vai à luta e, a seguir, os nomes que o blog considerou merecedores de espaço neste espaço. Seja pela curiosidade, criatividade do candidato pelo segmento ao qual pertence o aspirante ao parlamento mirim.

Na pesquisa feita no aplicativo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o blog encontrou alguns nomes engraçados de candidatos nas eleições proporcionais em Arapiraca. Com destaque para “Magal Legal”, seguida de “Vudoo Black”, “A Vez da Mulher”, Casquinha, Bicudo, Xereta, Bem-Te-Vi, Garrafinha, Mestre Sapulha e Caju Gari.

Em Arapiraca, um Pelotão inteiro da Polícia Militar vai disputar vaga na Câmara. São dois cabos: Adilson e Ancival. E mais cinco sargentos: Braz, Moisés, Moreira, Marcos Miranda e Melo.

Na área de Educação, estão na disputa os professores: Aldo da Silva, Carlindo, Giguimar, Elysson Soares, Vandiele, Elizana, Graça, Rosilda e Vera. Há ainda os candidatos religiosos: Irmã Aliete e os Irmãos Aremilton e Manoel Mototáxi. Nesta relação de candidatos religiosos entram ainda os Pastores: Alysson, Ivan Galdino, Manoel Santana, Marcelo, Marcos Caetano e Quirino.

Na cidade, os nomes devem ficar bem definidos para que o eleitor não vote errado. Por exemplo, existe Carlos André, o árbitro; e o Carlo André, o poeta. Cuidado para não soprar o poema errado. Também não pode errar o nome do Cicinho. Tem o Cicinho Mix e o Cicinho Power. Foco nele.

O eleitor também deve prestar atenção em qual Dorge quer votar. Se no Dorge do Queijo ou no Dorge do Povo. O primeiro já é vereador e luta pela reeleição. O outro quer colocar mais Dorge na Câmara.

Mas há aqueles, como em todo lugar do Brasil, que liga o seu nome ao que fazem na cidade. Fica mais fácil a identificação. Por isso, temos: Carlinhos da Areia, Célia da Aposentadoria, Cícera dos Retalhos, Claudenice da Caixa, Cristiano do Porco, Genildo das Chaves, Géo da Tapioca, Gileno, o Gari, Jorge da Farmácia, Orlando do Mel, Rosângela Drinks, Vicente do Remédio e Zenilda do Posto.

E há também os candidatos que colocaram a palavra “povo”, no nome. Ângela, Elysinho, Manoel, Severina Rosa são todos do “Povo”. Tem a Vanda que é do “Povão” e a Vera, que é “Abençoada”.

 


Comentar usando