É falso que outras causas de morte matem mais que a Covid-19 no Brasil

Atualmente, a taxa mortes pela doença no país é de 1.232 por milhão de habitantes

É falso que outras causas de morte matem mais que a Covid-19 no Brasil

Atualmente, a taxa mortes pela doença no país é de 1.232 por milhão de habitantes

Por Agência Alagoas | Edição do dia 5 de março de 2021
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,


Circula nas redes sociais um vídeo onde um homem, não identificado, afirma que a Covid-19 possui taxa de mortalidade pequena, menor que outras causas, como acidentes de trânsito, doenças cardíacas e até infecção por meningite. A informação é falsa. O novo coronavírus mata mais que qualquer uma das causas de morte citadas no conteúdo compartilhado na internet.

No vídeo, que traz uma série de desinformações, é dito que a Covid tem uma taxa de 8 mortes por milhão de habitantes. No entanto, de acordo com dados do Ministério da Saúde, a taxa de mortalidade da doença atualmente é de 1.232 mortes por milhão de habitantes, ao ano, no Brasil. Em números absolutos, mais de 260 mil pessoas já morreram em decorrência da doença no país.

Diz, erroneamente, o vídeo: “Vírus Chinês: 8 mortes por milhão/hab; Meningite: 13 mortes por milhão/hab; Tuberculose: 24 mortes por milhão/hab; Afogamentos: 30 mortes por milhão/hab; Suicídios: 61 mortes por milhão/hab; Doenças Cardíacas: 150 mortes por milhão/hab; Acidentes: 204 mortes por milhão/hab”.

Não apenas as informações sobre a Covid-19 são falsas, como os dados sobre as demais causas de morte citadas no vídeo também não representam a realidade, de acordo com o Datasus.

Veja no gráfico abaixo o comparativo entre a mortalidade por Covid e as outras causas citadas no vídeo:

Alagoas Sem Fake

Com foco no combate à desinformação, a editoria Alagoas Sem Fake verifica, todos os dias, mensagens e conteúdos compartilhados, principalmente em redes sociais, sobre assuntos relacionados ao novo coronavírus em Alagoas. O cidadão poderá enviar mensagens, vídeos ou áudios a serem checados por meio do WhatsApp, no número: (82) 98161-5890. Clique aqui para enviar agora.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados