Duplicação até a Barra de Santo Antônio impulsiona turismo em Alagoas, avalia trade

Representantes do setor comemoram segundo trecho da obra viária, que fortalece segmento ao gerar mais infraestrutura e desenvolvimento para AL

Duplicação até a Barra de Santo Antônio impulsiona turismo em Alagoas, avalia trade

Representantes do setor comemoram segundo trecho da obra viária, que fortalece segmento ao gerar mais infraestrutura e desenvolvimento para AL

Por Assessoria | Edição do dia 6 de julho de 2021
Categoria: Alagoas | Tags: ,,


O trade turístico comemorou o início da duplicação da AL-101 Norte no trecho de 28 km entre o bairro de Garça Torta, em Maceió, e o município de Barra de Santo Antônio. Após o anúncio proferido pelo Governo de Alagoas no último dia 02 de junho, representantes do segmento declararam que a obra vai impulsionar o turismo ao levar mais infraestrutura e desenvolvimento para todo o estado.

“A duplicação é um anseio do setor há muito tempo. Quanto mais acesso nós tivermos, mais fácil fica para os turistas chegarem e mais poderemos entregar aquilo que vendemos lá fora”, aponta Danielle Novis, superintendente do Maceió Convention & Visitors Bureau. “A gente vê sempre com bons olhos o esforço, os investimentos do Estado e a preocupação em melhorar as condições para que o turismo possa ocupar definitivamente o papel que ele merece”, complementa.

Com cinco pontes – sobre os rios Sapucaí, Sauaçuhy, Saúde, Meirim e Pratagy – e seis acessos para bairros e povoados adjacentes, a obra viária é o maior contrato que o Estado vai executar em Alagoas. Um investimento de R$ 285 milhões com recursos provenientes de operação de crédito junto à Corporação Andina de Fomento (CAF) e previsão de entrega em 18 meses.

“É uma grande obra. Será um divisor de águas e uma solução para o turismo na nossa região”, acredita Vanderlei Turatti, empresário dos ramos gastronômico e de receptivo turístico em Paripueira e Barra de Santo de Antônio. “Além disso, trará oportunidades para novos investimentos porque, com a rodovia duplicada, o acesso ao aeroporto ficará mais rápido”, conclui.

Batizado inicialmente como Via Expressa, o novo trecho corre por trás das falésias, em paralelo à rodovia à beira-mar que receberá a devida repaginação urbanística – com direito à ciclovia – para se tornar uma via de charme. “Isso, associado ao aeroporto de Maragogi e a um conjunto de obras na região, certamente transformará esse pedacinho do Brasil aqui em Alagoas – que é um dos mais bonitos do país – num dos mais preparados para receber as pessoas”, assinalou o governador Renan Filho, durante a assinatura da ordem de serviço para a duplicação.

Os efeitos positivos resultantes do empreendimento governamental são corroborados pelo Costa dos Corais Convention & Visitors Bureau. “É uma obra muito importante que, quando concluída, trará impactos positivos para o turismo no Litoral Norte de Alagoas e mais segurança para nossos visitantes e moradores”, avalia Farid Daher, presidente da associação que atua em prol do turismo sustentável na região. “Ter rodovias bem estruturadas, que façam fluir o tráfego, evitando acidentes e a perda de tempo em filas ou no trânsito lento, é um fator muito importante para a competitividade do destino”, alega.

Um destino mais competitivo e com melhores resultados. É o que prevê uma das maiores empresas de receptivo turístico no estado. “A duplicação é uma das obras mais importantes para o turismo do Litoral Norte. Todo o trade, incluindo a rede hoteleira, de serviços e as empresas de turismo, e a população devem comemorar. Todos serão beneficiados”, acredita Alejandro Velásquez, diretor comercial da companhia em Alagoas. “Além de diminuir distâncias entre o aeroporto de Maceió e os polos de turismo de Japaratinga, Maragogi, São Miguel dos Milagres e Porto de Pedras, vai oferecer uma estrada moderna e com maior segurança”, observa.

Com sete grandes obras de duplicação no estado – e investimentos em torno de R$ 1 bilhão em construção de rodovias –, a robusta e inédita expansão viária promovida pelo Governo vem transformando as cidades.

“A execução dessa obra é importantíssima para o desenvolvimento econômico e do turismo, afinal, o Litoral Norte é uma região que prospecta negócios, e vem estabelecendo uma agenda muito forte na expansão da rede hoteleira em Alagoas”, certifica o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcius Beltrão.

A região Norte foi amplamente beneficiada. No momento, há novas rodovias que foram e estão sendo abertas ou completamente reconstruídas, como nos trechos entre a BR-101 e o município de Jundiá; de Jundiá até o distrito de Maciape; de Jacuípe até Porto Calvo, e de Porto Calvo até Porto de Pedras. Todo o trecho entre Maragogi e Maceió, passando por Porto Calvo, também foi reconstruído.

Como destaque complementar, a qualidade da pavimentação da malha rodoviária alagoana ao longo dos últimos anos vem sendo aferida como a melhor do Brasil pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). “É uma estrada nova, de padrão de primeiro mundo, e sem pedágio. Nós vamos acompanhar de perto para cobrar a qualidade”, salientou o governador que, ao assumir a gestão, encontrou apenas 30 km de rodovias duplicadas em todo o território alagoano. Agora já são 150 km e a meta é chegar a mais de 400 km até o final de 2022.

Outra obra significativa para toda a Costa dos Corais também foi anunciada pelo governador Renan Filho no mês de junho: a estrada entre a Ilha da Crôa, na Barra de Santo Antônio, e Passo de Camaragibe, reduzindo o tempo de viagem entre a capital Maceió e a famosa Rota Ecológica de Milagres em 40 minutos. A via passará por Morros de Camaragibe e terá uma ponte sobre o rio Camaragibe até a Barra de Camaragibe. “Quando a ponte desaguar do outro lado, vamos duplicar a rodovia, para fazer uma mão-dupla naquela região que é uma das que mais cresce em turismo no Brasil”, assegurou o chefe do Executivo estadual.

“As cidades estão se transformando no norte de Alagoas”, declarou o governador. “O município de Barra de Santo Antônio terá um dos maiores investimentos per capita de toda Alagoas porque vai receber o saneamento, a obra da estrada até Morros de Camaragibe, o programa Minha Cidade Linda e a construção do Hotel Vila Galé, na praia de Carro Quebrado, que é um dos maiores investimentos privados realizados no estado”, elencou.

Ao pensar o turismo como eixo de desenvolvimento econômico, o Governo de Alagoas aproxima as pessoas e promove o ambiente necessário para melhorar a qualidade de vida das populações locais. “Todas as obras que o Governo do Estado vem fazendo relacionadas à infraestrutura são extremamente importantes para o desenvolvimento do estado, principalmente quando há convergência com os eixos de desenvolvimento econômico priorizados pelo governo”, considera Danielle Novis, do Maceió Convention & Visitors Bureau.

Para ela, o turismo é indiscutivelmente um desses eixos: “Não só pela vertente do potencial que Alagoas apresenta para o segmento, mas por ser um dos setores que gera mais emprego, ocupação e renda; pela arrecadação de impostos e pela promoção da permanência das pessoas em suas regiões, melhorando a qualidade de vida dessas populações”.

No entendimento governamental, as benfeitorias que turbinam o turismo também favorecem os moradores. “Porque se beneficia os turistas beneficia muito mais quem mora. Um lugar só é bom para visitar se for bom para quem mora lá”, definiu Renan Filho.

VIA EXPRESSA AL-101 NORTE EM NÚMEROS

R$ 285 milhões em investimentos
28 km de extensão
6 acessos para bairros e povoados adjacentes
5 pontes (sobre os rios Sapucaí, Sauaçuhy, Riacho Saúde, Meirim e Pratagy)
3 municípios percorridos (Maceió, Paripueira e Barra de Santo Antônio)

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados