Dois assassinatos registrados na parte alta de Maceió; Veja quem são as vítimas

Além dos assassinatos, duas pessoas também foram vítimas de tentativa de homicídio 

Dois assassinatos registrados na parte alta de Maceió; Veja quem são as vítimas

Além dos assassinatos, duas pessoas também foram vítimas de tentativa de homicídio 

Por Thatyana Ferreira - estagiária sob supervisão | Edição do dia 3 de fevereiro de 2021
Categoria: Alagoas, Polícia | Tags: ,


Foto: Ilustração

Dois homens foram assassinados por disparos de arma de fogo nesta terça-feira (2) em Alagoas. Além desses casos, mais duas pessoas foram vítimas de tentativa de homicídio, também por disparos de arma de fogo. As ocorrências foram registradas em Maceió, Rio Largo e Taquarana.

Os homicídios aconteceram em Maceió. A primeira vítima foi Patrick Wagner dos Santos, de 30 anos, morador de Rio Novo. Ele foi atingido na cabeça, no ombro e nas costas, morrendo no local antes de receber socorro médico. Não havia testemunhas do crime.

No segundo caso, que foi registrado na Cidade Universitária por volta das 19h, a vítima foi um homem não identificado. Estava sem documentação e vestindo apenas uma bermuda amarela. Ele também foi atingido nas regiões da cabeça, ombro e costas, morrendo no lugar do crime antes da chegada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Já as tentativas de homicídio ocorreram em municípios distintos, mas os suspeitos também utilizaram armas de fogo. A primeira vítima é moradora de Rio Largo e foi identificada como José Cícero Vieira dos Santos de 53 anos, que foi atingido na boca por um tiro. 

A população da região socorreu José e o levou para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Tabuleiro dos Martins, na capital do Estado, para que ele recebesse atendimento médico. No último caso, a vítima foi surpreendida na sua casa, em Taquarana. O suspeito o chamou para trocar uma corrente de prata em um relógio que a vítima possuía. Durante a suposta troca, o acusado atirou na vítima, na região do pescoço. Uma ambulância foi acionada e apesar de ter recebido atendimento no Hospital do Agreste, não resistiu aos ferimentos.

Nos dois casos de homicídio os peritos do Instituto de Criminalística (IC), e do Instituto Médico Legal (IML) foram acionados, além de duas equipes da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). Não há informação sobre as motivações e autorias dos crimes, os casos devem seguir para investigação das autoridades responsáveis.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados