Democracia em Vertigem é indicado ao Oscar de melhor documentário

O longa-metragem da diretora brasileira Petra Costa é um dos favoritos a representarem o Brasil; a cerimônia de premiação será dia 9 de fevereiro, em Los Angeles.

Por | Edição do dia 13 de janeiro de 2020
Categoria: Cinema, Diversão | Tags:


"Democracia em Vertigem" é um dos indicados ao Oscar de melhor documentário. / Foto: Francisco Proner

“Democracia em Vertigem” é um dos indicados ao Oscar de melhor documentário. / Foto: Francisco Proner.

O documentário brasileiro “Democracia em Vertigem”, da cineasta brasileira Petra Costa, foi selecionado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas para concorrer ao prêmio de melhor documentário. Os nomes dos selecionados foram divulgados nesta segunda-feira (13), por meio de uma transmissão ao vivo feita pela Academia.

O quarto longa-metragem da cineasta é um dos favoritos a representarem o Brasil na cerimônia de premiação, que acontecerá dia 9 de fevereiro, no Teatro Dolby, em Los Angeles.

O documentário retrata de forma poética e imersiva, com uma narrativa cautelosa, os tempos atuais de crise da democracia. O estopim pessoal e político para explorar um dos mais dramáticos períodos da história do Brasil. Combinando acesso exclusivo a líderes do passado e do presente (incluindo os ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva) a relatos da biografia complexa de sua própria família, a diretora Petra Costa (Elena) testemunha a ascensão e a queda de políticos e o que restou do país, tragicamente polarizado.

Além de Democracia em Vertigem, Petra tem no currículo filmes como “Dom Quixote de Bethelehem” (2005), “Elena” (2012) e “Olmo e a Gaivota” (2014).

A vida invisível, de Karim Aïnouz, também estava como favorito a conseguir indicação ao Oscar de melhor filme internacional, porém ficou fora da disputa durante a seleção dos semifinalistas.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados