Delegado pede prorrogação do inquérito da Chacina de Guaxuma

Polícia espera resultados de laudos periciais do crime

Por | Edição do dia 4 de dezembro de 2015
Categoria: Blog | Tags: ,


Nesta sexta-feira (4), o delegado José Carlos André informou que irá pedir prorrogação, por mais 30 dias, do inquérito referente a chacina de Guaxuma. O assassinato ocorreu no dia oito de novembro e deixou dois adultos e duas crianças mortas.

O motivo da prorrogação, segundo a Delegacia de Homicídios, é devido a espera da Polícia Civil de Alagoas (PC/AL) pelos resultados de laudos pericias do crime. O prazo de investigação seria para a próxima segunda-feira (7).

De acordo com o delegado, quatro pessoas suspeitas de participação no crime, já foram detidas, uma delas foi reconhecida pela criança sobrevivente. Seguem detidos os três primeiros suspeitos, os irmãos Crhys Maykel dos Santos Muniz e Charly dos santos Muniz e um primo deles.

A chacina de Guaxuma aconteceu no dia oito de novembro, em um sítio, onde o caseiro Evaldo Soares da Silva Santos, de 28 anos; sua esposa, Genilza da Silva Santos, 27, e os filhos, Maria Eduarda da Silva Santos, de 9 anos, e Guilherme da Silva, de apenas 2 anos. A.S.S, de 5 anos, foi o único filho do casal que sobreviveu.

 

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados