DEIC diz já ter linha de investigação sobre crime cibernético contra Júlio Cezar

Sem revelar detalhes, delegado Thiago Prado, disse que o caso está sendo investigado em segredo de justiça

Por | Edição do dia 7 de dezembro de 2018
Categoria: Notícias, Polícia | Tags: ,,,,


O delegado Thiago Prado da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) da Polícia Civil de Alagoas, disse nesta sexta-feira (07), que já tem uma linha de investigação sobre o crime cibernético, praticado contra o prefeito de Palmeira dos Índios, Júlio Cezar (PSB).

Sem dá detalhes, Thiago Prado informou que o caso está sendo investigado em segredo de justiça. “Por se tratar de um crime contra a honra, só posso adiantar que já temos uma linha de investigação e que o caso está sendo investigado em segredo de justiça”, disse o delegado ao Todo Segundo por telefone.

A investigação teve início na última terça-feira (04), após o Júlio Cezar ser ouvido na sede DEIC.

Relembre o caso

O prefeito de Palmeira dos Índios Júlio Cezar divulgou na manhã do último sábado (1), um vídeo onde ele fala sobre uma fotomontagem com a foto dele em um corpo despido, que espalharam pelas redes sociais.

No vídeo, o prefeito até brinca dizendo que ficou muito branco e que ele seria mais bonito. Mas depois ele fala que a Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) está frente das investigações para saber de onde partiu e quem foi o autor da publicação maldosa.

“Fui acordado hoje de manhã com amigos me chamando pelo Zap. Eles trariam a triste notícia de que estou sendo vítima de crime cibernético por alguém que não gosta de mim. Fizeram uma montagem esdrúxula de uma foto com um senhor nu e inseriram a minha cabeça”, disse o prefeito.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados