CSA sai na frente, mas não consegue segurar empata por 1 a 1 com o Confiança

Empate tira a chance do Azulão de sair da zona de rebaixamento

Por Thiago Luiz | Edição do dia 5 de setembro de 2020
Categoria: Esportes, Futebol Alagoano


CSA termina o jogo aparentemente cansado e deixa escapar vitória. Foto: Augusto Oliveira/Ascom CSA

O CSA recebeu o Confiança no Estádio Rei Pelé, neste sábado (05), pela oitava rodada da Série B. Na escalação, o técnico Argel Fuchs já demonstrou que ia pra cima do adversário e tentar ditar o ritmo do jogo. Com um a menos, mesmo saindo à frente no placar, restou ao Azulão suportar a pressão do Dragão sergipano.

A grande dificuldade do time marujo era furar o bloqueio da defesa sergipana. Só aos 13 minutos, com a jogada trabalhada, Rodrigo Pimpão bateu cruzado, mas ninguém chegou para completar.

O Dragão esperava o momento certo para achar um contra-ataque fatal no primeiro tempo. Apesar de o CSA ter mais posse de bola, a marcação ainda era solta e dava espaço ao time de Aracaju.

Mas de tanto insistir, o Azulão chegou. Aos 42 minutos, aproveitando a sobra de bola, Pedro Júnior deixou a defesa desconcertada, saiu cara a cara com o goleiro e fez um golaço.

Na segunda etapa, o técnico Argel Fuchs colocou Marquinhos e Alecsandro no lugar de Geovane e Michel Douglas.

Mas com apenas 15 minutos em campo, o volante Marquinhos levou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Por estar com um a menos, o CSA precisou reforçar a marcação no meio-campo. Saiu Allano e entrou Richard Franco.

A expulsão chamou o Confiança para o campo de ataque. Tanto é que o técnico interino sacou o volante Jefferson e colocou mais um atacante: Tiago Luís. Mas quando chegava, o Dragão não conseguia assustar o goleiro Bruno Grassi.

De qualquer forma, a defesa azulina ia dando espaço e o ataque sergipano chegando à meta do CSA. E aos 29 minutos da segunda etapa, do meio da rua, Ari Moura encheu a perna esquerda, buscou o canto para vencer Bruno Grassi e deixar tudo igual.

O CSA assistiu ao final do jogo, sem condições de assustar principalmente no que se refere ao aspecto físico. O time sergipano até tentou virar, mas terminou mesmo no 1 a 1.

O Azulão vai ter agora uma semana completa para tentar ajustar e corrigir os erros para o próximo desafio no próximo domingo, contra o Oeste fora de casa.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados