CSA bate o Moto Club por 2 a 0 e garante vaga na Copa do Nordeste 2021

CSA bate o Moto Club por 2 a 0 e garante vaga na Copa do Nordeste 2021

Por Thiago Luiz - Estagiário | Edição do dia 26 de janeiro de 2021
Categoria: Esportes, Futebol Alagoano


CSA passa pelo Moto Club de forma tranquila mesmo com um a menos. Foto: Augusto Oliveira/Ascom CSA

O CSA assegurou, de forma tranquila, a classificação para a fase de grupos da Copa do Nordeste 2021, após vencer o Moto Club por 2 a 0, nesta terça-feira (26), no Rei Pelé. Marquinhos e Luciano Castán marcaram os gols azulinos. A preocupação agora é o confronto contra o Náutico, na próxima sexta, que vai decidir se o Azulão continua na Série B ou retorna à Série A.

No começo do jogo, o Moto Club tentou dominar as ações, mas não deu tempo. Aos 3 minutos, Paulo Sérgio cabeceou muito bem e obrigou o goleiro Joanderson a fazer uma grande defesa e mandar para escanteio.

Na cobrança, poucos segundos depois, a bola resvalou no braço de Ignácio e sobrou para Marquinhos. O volante não perdoou e mandou para o fundo das redes, abrindo o placar. O time maranhense reclamou muito de um toque de mão, mas a arbitragem confirmou o gol.

Depois que abriu o placar, o CSA tirou o pé do acelerador, mas quando chegava, era com mais perigo. Aos 12 minutos Paulo Sérgio arriscou de fora da área e por pouco o goleiro do Moto não tomou um frango. Mas quando foi exigido outra vez, Joanderson fez uma grande defesa, com os pés, evitando o segundo gol na cabeçada de Marquinhos.

Aos 23, o Moto quase chega ao empate. Lenílson mandou no segundo pau e Felipe Leal acertou a trave. Na volta, com Thiago Rodrigues já fora da jogada, a defesa azulina mandou a bola para longe. O CSA foi melhor no primeiro tempo, mas não conseguiu definir a partida.

Na segunda etapa, o time marujo já começou tendo prejuízos. Logo aos 3 minutos o Azulão teve uma grande chance. O goleiro maranhense deu rebote e Marquinhos perdeu um gol com a trave sem ninguém. Aos 5, Ignácio fez falta em cima de Felipe. Como já tinha cartão amarelo, foi expulso.

Mas o time do Maranhão não aproveitou a superioridade numérica. E quem não tinha nada a ver com isso era o Luciano Castán, que aproveitou a sobra de bola e ampliou de perna esquerda aos 28 minutos.

Depois do gol, restou ao CSA administrar a partida. O placar não sofreu mais alterações. O próximo compromisso do CSA é diante do Náutico, sexta-feira, em jogo que pode definir o acesso à Série A de 2021 para o Azulão.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados