Criptomoedas: saiba as dicas que o PROCON/AL traz para evitar golpes cibernéticos

Evitar clicar em links de e-mails desconhecidos ou de mensagens SMS suspeitas são alguns cuidados determinantes para garantir a sua cibersegurança

Criptomoedas: saiba as dicas que o PROCON/AL traz para evitar golpes cibernéticos

Evitar clicar em links de e-mails desconhecidos ou de mensagens SMS suspeitas são alguns cuidados determinantes para garantir a sua cibersegurança

Por Assessoria | Edição do dia 11 de maio de 2022
Categoria: Alagoas, Ultimas Notícias | Tags: ,


A popularização das chamadas Criptomoedas (espécie de dinheiro virtual) vem gerando cada vez mais interesse em algumas pessoas que adoram o modernismo e são fãs do advento da tecnologia digital, de modo geral. É conveniente dizer que esse tipo de renovação do dinheiro tem grande potencial para transformar radicalmente a economia.

Nos últimos anos esse tipo de modalidade financeira vem gerando grande notoriedade e curiosidade em milhares de pessoas ao redor do mundo. Atualmente, podem ser identificados mais de mil tipos de moedas digitais diferentes; a mais famosa delas é o bitcoin. Ainda trata-se de um mundo meramente novo e um tanto desconhecido para a maioria das pessoas, que ainda utilizam os métodos tradicionais de circulação de dinheiro, como cédulas, crédito/débito, cheques, e etc.

Em contrapartida, a questão é que, com a ascensão desse tipo de moeda, cresce também os golpes, tornando os usuários vulneráveis à proliferação de ações criminosas virtuais, em que bandidos se aproveitam dessas situações para atuar em constantes crimes cibernéticos, elevando os tipos de fraudes já recorrentes no meio digital. Em vista disso, selecionamos algumas dicas para ajudar aos consumidores evitarem armadilhas no mundo das moedas digitais no quesito cibersegurança.

  1. Desconfie de promessas extraordinárias

Alguns criminosos prometem vantagens especiais, ganhos acima do mercado, conversões sem taxas ou excelentes cotações para câmbio. Desconfie de promessas que não parecem possíveis, assim como fazemos quando lidamos com dinheiro tradicional.

  1. Segurança acima de tudo

Que o seu antivírus é fundamental e precisa estar sempre atualizado você já sabe, né? E quando se trata de transações com criptomoedas a segurança é ainda mais importante. Verifique sempre se a conexão é segura através do protocolo HTTPS e atualize também os antimalwares do computador.

  1. Cuidado ao baixar aplicativos

Na hora de fazer o download de um aplicativo de carteira para criptomoedas, busque fontes confiáveis e desenvolvedores com uma boa reputação. Prestar atenção ao número de downloads e à avaliação do app também são boas dicas!

  1. Atenção às tentativas de phishing

O famoso golpe cibernético com e-mails falsos usando nomes de instituições conhecidas já chegou ao mundo das moedas digitais. Os criminosos podem oferecer a você segurança ou suporte técnico mas, na verdade, vão copiar seus dados e podem, até, transferir as criptomoedas. Só confie na assistência técnica que você tenha solicitado.

  1. Investigue as empresas envolvidas

Seja para minerar ou guardar criptomoedas, é essencial que você investigue a reputação da empresa com a qual pretende fazer transações. O site BadBitcoin tem uma badlist, ou seja, uma lista com mais de 5 mil domínios com sites que não são confiáveis. Vale a pena verificar!

O Procon Alagoas dispõe de diversas alternativas para o consumidor alagoano buscar mais informações. No site, você encontra a plataforma que o direciona à página https://agendamento.seplag.al.gov.br/ ; através do nosso WhatsApp (82) 98876-8297 e também pelo 151, meios pelos quais você pode nos enviar sua mensagem em busca de uma solução para o seu problema. Tanto na sede como nos Procons dos interiores, o consumidor tem disponível nosso time de colaboradores, e auxílio de especialistas em direito do consumidor.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados