Criação de farmácia viva com uso de plantas medicinais vira proposta do Vereador Fernando Hollanda

Após pesquisas feitas sobre o projeto em outras cidades ele constatou resultados positivos para a população

Criação de farmácia viva com uso de plantas medicinais vira proposta do Vereador Fernando Hollanda

Após pesquisas feitas sobre o projeto em outras cidades ele constatou resultados positivos para a população

Por Redação com Assessoria | Edição do dia 6 de maio de 2021
Categoria: Notícias, Política


A  sessão ordinária virtual desta quinta-feira (6) foi marcada por uma proposta para a criação de uma farmácia natural por meio da adesão ao Programa Fitoterápico Farmácia Viva. A proposta foi apresentada, em forma de indicação, pelo vereador Fernando Hollanda (MDB). Com atuação sempre voltada para questões ligadas a saúde da população ele acredita que a proposta também pode servir para saúde preventiva.

“Tenho acompanhado em outros municípios e estados as farmácias de fitoterápicos. Tem tido grande adesão de pessoas que resolvem seus problemas de saúde de forma natural. E que tem tido esse tipo de  medicação como auxílio. Eles têm tido grande resultado”, destacou o vereador.

Conforme o levantamento que fez as farmácias fitoterápicas têm caráter popular e baixo custo. Por isso, acredita que não irá trazer grandes custos ao município. Sendo assim, sugere que os técnicos do município possam realizar estudos técnicos para analisarem a possibilidade de implantação.

História

Outra proposta apresentada pelo vereador foi sobre a necessidade de que seja feita um levantamento dos prédios centenários do município para que seja solicitado do Governo Federal a possível inclusão no PAC Cidades Históricas. Segundo explicou é uma forma de que a  história da cidade seja preservada por meio de seu patrimônio.

Ainda na área cultural Holanda também sugeriu que o Parque Gonçalves Lêdo, no Farol, seja reconhecido como Patrimônio Histórico do município.

Atento a situação dos prédios públicos ociosos o vereador acredita que o imóvel que abrigou o antigo Banco do Estado de Alagoas, ao lado do Palácio Floriano Peixoto, possa ter uma nova destinação. Ele apresentou indicação para que seja disponibilizado como sede do “Projeto de Ensino Básico de Música para Crianças e Adolescentes Carentes”.

Em relação aos músicos profissionais, Hollanda destacou que a categoria tem sofrido muito no período da pandemia com a falta de apresentações regulares. Procurado pelos profissionais propôs que a implantação do “Programa de Auxílio Financeiro aos Músicos Maceioenses”. Conforme explicou, a proposta foi apresentada pela Ordem dos Músicos do Brasil e Conselho Regional do Estado de Alagoas.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados