CRB bate o Avaí por 3 a 1 e vai “dormir” no G4 da Série B

Por Thiago Luiz | Edição do dia 2 de outubro de 2020
Categoria: Esportes, Futebol Alagoano


Em noite iluminada, Iago dias marca dois gols com a camisa do CRB. Foto: Gustavo Henrique/Ascom CRB

Final de semana feliz para o torcedor regatiano. O CRB conseguiu uma grande vitória diante do Avaí, nesta sexta-feira (6), no Rei Pelé. Com dois gols de Iago Dias e um golaço de Diego Torres, o Galo conseguiu fazer 3 a 1 na equipe catarinense, que diminuiu com Rildo. A partida era um confronto direto na briga para entrar no G4.

Além da boa atuação dentro de campo, o CRB contou ainda com a “ajuda” dos concorrentes pela vaga na zona de classificação. A outra partida das 19h15, entre Operário e Vitória terminou empatada em 1 a 1. Com os três pontos, o Galo chegou a 21 e vai pelo menos “dormir” entre os quatro primeiros, já que pode ser ultrapassado com os jogos de sábado.

O jogo

Com a bola rolando, o técnico Geninho montou um esquema para esperar o CRB atacar e surpreender nos contra-ataques. E estava funcionando, até Marcelo Cabo perceber e recuar a sua equipe. A partir daí, as equipes não tiveram muitas chances de gol.

Só aos 14 minutos, Jaú entrou na área do Galo e cruzou rasteiro. A bola passou por Edson Mardden, mas Igor Cariús fez um corte providencial antes da chegada de Pedro Castro.

Só sete minutos depois o CRB respondeu e foi mais eficiente. Reginaldo Lopes pela direita levantou a cabeça e mandou na medida na área para Iago Dias que, sozinho, cabeceou para abrir o placar e fazer o seu primeiro gol com a camisa do CRB.

Depois do gol, os times ficaram administrando o jogo e não se expuseram muito ao ataque. Só aos 42 minutos, outra vez pela esquerda, o Leão com Vinícius Jaú achou Rildo sozinho na entrada da área. O atacante bateu, mas para sorte regatiana, a bola desviou no zagueiro Reginaldo Júnior e se perdeu pela linha de fundo.

Na segunda etapa, a primeira finalização só aconteceu aos 13 minutos de jogo e sem muito perigo. João Lucas arriscou de direita, mas bateu fraco.

Aos 16, Safira recebeu a bola no meio, deu um belo passe calcanhar pra Luidy, que disparou pela esquerda e inverteu o jogo para Moacir, pelo lado direito. O volante dominou e foi derrubado na área, mas na sequência Iago Dias estava lá para aproveitar a sobra e completar para fazer seu segundo gol.

Apenas três minutos depois, Safira passou para Diego Torres na intermediária. O camisa 10 encheu o pé esquerdo e mandou no ângulo, lá onde “a coruja dorme”, sem chances para Lucas Frigeri. O terceiro do Galo e o primeiro do argentino com a camisa do clube.

De um lado a eficiência regatiana. Do outro, o Avaí chegava ao ataque, mas não sabia o que fazer no terço final do campo.

Aos 31, em jogada trabalhada, o lateral-esquerdo Hugo tabelou com Safira e saiu cara a cara com Lucas Frigeri. Teve a chance de ampliar, mas bateu pra fora.

O Avaí diminuiu na bola parada. Em escanteio cobrado, Rildo se antecipou e desviou de “chaleira” no primeiro pau. Edson Mardden ainda foi nela, mas quando chegou já estava dentro do gol.

A partida ficou concentrada no meio-campo, com o CRB tendo uma vantagem tranquila. Pelo menos era o que parecia.

Aos 46 Getúlio deu uma caneta em Reginaldo Júnior e tentou cruzar na área. Hugo deu um carrinho e acabou batendo o braço na bola. O juiz Deus pênalti e acendeu as esperanças do time catarinense.

Rildo foi para a batida e aí decretou mesmo a derrota do Avaí. O atacante até deslocou Edson Mardden, mas isolou.

E terminou assim mesmo. CRB 3, Avaí 1. Com a vitória, o Galo entrou no G4. O próximo compromisso regatiano é na próxima terça-feira (6), diante do Confiança, na Arena Batistão.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados