Covid-19: vacinação ampla de rodoviários reduz ainda mais riscos no transporte público

Mais de 1.600 rodoviários já tomaram a primeira dose da vacina contra o coronavírus; empresas continuam com medidas de segurança e sanitização

Covid-19: vacinação ampla de rodoviários reduz ainda mais riscos no transporte público

Mais de 1.600 rodoviários já tomaram a primeira dose da vacina contra o coronavírus; empresas continuam com medidas de segurança e sanitização

Por Assessoria | Edição do dia 28 de maio de 2021
Categoria: Coronavírus, Maceió | Tags: ,


Uma das categorias que mais se expôs durante a pandemia de Covid-19, os rodoviários de Maceió estão sendo contemplados com a primeira dose da vacina contra o coronavírus. Desde o dia 17 de maio, motoristas e cobradores do transporte coletivo de passageiros estão sendo vacinados na capital alagoana, o que, somado às medidas de segurança tomadas pelas empresas, reduz ainda mais os riscos nos ônibus.

Até a manhã desta sexta (28), de acordo com o “Vacinômetro” do portal Vacina Maceió, que registra o avanço da imunização no município, 1.654 rodoviários já tomaram ao menos a primeira injeção de uma das vacinas que estão sendo administradas na capital alagoana. O número representa 66% do universo de 2500 profissionais da categoria. E ainda que a eficácia total dos imunizantes só seja obtida após a segunda dose, é sabido que há um alto nível de proteção já após a primeira.

“A vacinação dos rodoviários é uma notícia animadora não só para a categoria, mas para toda a população. Somente com as vacinas iniciamos de fato a proteger todos os que utilizam o sistema de transporte coletivo e contribuímos para reduzir o número de leitos ocupados nos hospitais”, afirma Guilherme Borges, presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Maceió (Sinturb).

Ele ressalta que esta é mais uma etapa na luta que o sistema de transporte público tem travado contra a imagem de que o ônibus é um “vilão” durante a pandemia. “Desde o início, os motoristas e os cobradores têm tomado todos os cuidados necessários. As empresas mantêm as precauções diárias de segurança, como a sanitização e a higienização dos ônibus e a distribuição de máscaras e álcool em gel para todos os seus funcionários”, explica Borges.

Da mesma forma, é necessário lembrar que outra medida de fundamental importância está nas mãos dos passageiros: a proteção pessoal. Como pode ser visto em cartazes e adesivos veiculados nos próprios ônibus, é imprescindível que todos que utilizam o transporte público usem máscaras e façam sua própria sanitização, com o álcool 70% em gel ou spray.

“Também é importante que os passageiros priorizem o uso do Cartão Bem Legal sempre que possível, já que ele reduz a zero o contato físico com cédulas e moedas, potenciais vetores de transmissão”, complementa o presidente do Sinturb. Aliadas à vacina, estas medidas simples contribuem muito para uma cidade mais segura contra o coronavírus, dentro e fora dos ônibus.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados