Corinthians considera inaceitável caso de racismo e trato com a sua torcida na Bombonera

Timão afirmou que irá protocolar reclamação formal à Conmebol para apuração de responsabilidades e punições, além de requerer ações preventivas

Corinthians considera inaceitável caso de racismo e trato com a sua torcida na Bombonera

Timão afirmou que irá protocolar reclamação formal à Conmebol para apuração de responsabilidades e punições, além de requerer ações preventivas

Por Lance! | Edição do dia 18 de maio de 2022
Categoria: Esportes, Ultimas Notícias | Tags: ,


O Timão considerou inaceitáveis as manifestações de racismo da torcida do Boca, tendo em vista que há um mês atrás, no primeiro encontro entre essas equipes na Neo Química Arena, Leonardo Ponzo foi flagrado imitando um macaco em direção à torcida corintiana.

Ele foi retirado das arquibancadas e conduzido ao Departamento de Operações Policiais Estratégicas (DOPE) e enquadrado no crime de injúria racial, que é passível de pagamento de fiança para liberação. A pena do caso é de um a três anos de detenção. Ponzo pagou R$ 3 mil para ser solto, e retornou para a Argentina.

O caso na Neo Química Arena serviu de estopim para a Conmebol oficializar mudanças no seu Código Disciplinar, com punições mais severas para casos de injúria racial em seus torneios.

Outra reclamação do Corinthians durante o empate na Bombonera foi o tratamento com os torcedores corintianos na chegada do estádio, o que retardou a ocupação dos lugares reservados à torcida ao longo de toda a primeira etapa.

Muitos corintianos, com ingresso, só conseguiram acompanhar a partida de dentro do estádio no segundo tempo, por atraso na escolta ou revista nos portões.

O clube alvinegro disse que irá protocolar reclamação formal à Conmebol para apuração de responsabilidades e punições, além de requerer ações preventivas nos próximos jogos.

Veja na íntegra o posicionamento do Corinthians sobre os incidentes na Bombonera

O Sport Club Corinthians Paulista considera inaceitáveis as manifestações de racismo da torcida do Boca Juniors, bem como o tratamento dado à sua torcida na chegada do estádio La Bombonera, o que retardou a ocupação dos lugares reservados a ela ao longo de toda a primeira etapa.

Muitos corinthianos, com ingresso, só conseguiram acompanhar a partida de dentro do estádio no segundo tempo por atraso na escolta ou revista nos portões.

O clube vai protocolar reclamação formal à CONMEBOL para apuração de responsabilidades e punições, além de requerer ações preventivas nos próximos jogos.

Atenciosamente,
Sport Club Corinthians Paulista.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados