Coren-AL oferece programa de suporte emocional para profissionais de enfermagem

Iniciativa surgiu com o objetivo de auxiliar profissionais de enfermagem que foram afastados de trabalho ou que experimentaram perdas ou luto em decorrência da pandemia

Por Débora Muniz - Ascom Coren-AL | Edição do dia 15 de outubro de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,


Foto: Reprodução

O Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL) lançou o projeto “Cuidando de quem Cuida”, a iniciativa tem como objetivo de ofertar um suporte emocional a qualquer profissional da enfermagem, em especial aos que estão lidando com o afastamento de suas funções ou com o luto em decorrência à pandemia do novo coronavírus.

O projeto realiza intervenções coletivas e individuais de forma online, transitando pelas áreas que vão do campo de saúde à espiritualidade, além de práticas integrativas, terapias complementares e abordagens coaching para profissionais da saúde. Entre o público-alvo estão parteiras, auxiliares, técnicos de enfermagem e enfermeiros.

As intervenções coletivas estão ocorrendo por meio de lives semanais no Instagram, divulgadas nos canais do Coren-AL. Os profissionais que julgarem necessário um atendimento individualizado, também de forma online, devem preencher um formulário: http://bit.ly/formulariocuidandodequemcuida ou entrar em contato pelo e-mail: cuidandodequemcuida@corenalagoas.org.br.

A equipe faz uma triagem simplificada que estabelece a prioridade do atendimento, de acordo com a demanda do projeto.

Todos os atendimentos são registrados em um prontuário digital, que são acessados somente pelos profissionais envolvidos diretamente no cuidado de cada pessoa. A coach Desireé Farah atende através de sessões de coaching; o enfermeiro Lucas Kayzan atende na modalidade de Enfermagem em Saúde e Espiritualidade (fundamentação: Teoria do Cuidado Transpessoal de Jean Watson) e a enfermeira Flaviane Belo, na modalidade de enfermagem em Saúde Mental (fundamentação: Tidal Model – Modelo das Marés – de Phil Barker).

Uma parceria com o Centro Universitário Tiradentes (Unit) vai permitir que se o profissional de enfermagem precise tenha atendimento também com o psicólogo. Neste caso a triagem dos prontuários vai avaliar a necessidade.

O projeto foi redigido pelo enfermeiro, professor, mestre em enfermagem e coordenador da Câmara Técnica de Atenção Psicossocial do Coren-AL, Lucas Kayzan Barbosa da Silva. Além dele também contribuíram com o projeto e fazem parte do Grupo de Trabalho os profissionais Alcerly Serpa Lima, Débora Hagestedt Muniz, Desirée Farah, Flaviane Belo, José Weslley Feitoza Santos Clemente, Wbiratan Souza e Lucas Barreto Casado.

“Durante a pandemia por coronavírus, os profissionais de saúde, em especial os trabalhadores de enfermagem, estão na linha de frente no enfrentamento. Se antes mesmo desse ocorrido, esses profissionais, que somam quase 2,5 milhões no Brasil, já vivenciavam condições de trabalho precárias, o ano de 2020, com o Covid-19, fez com que a situação se agravasse, com um número crescente de profissionais de enfermagem infectados, dado ao trabalho que nem sempre é devidamente protegido com todos os EPIS necessários, sobrecarga de trabalho e sofrimento relacionado a perdas materiais e humanas, com luto por falecimento de colegas de trabalho e familiares.”, afirmou Kayzan.

O presidente do Coren-AL, Renné Costa, afirma que o Conselho está sempre disposto a incentivar projetos que colaborem com o bem-estar dos profissionais da enfermagem. “O projeto que se iniciou em setembro, que é o mês conhecido pela prevenção do suicídio, surgiu para dar suporte emocional para os profissionais que passaram e estão passando por momento tão difícil com os resultados dessa pandemia”, afirmou.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados