Convênio entre Casal e Ufal abre possibilidade para pesquisas em saneamento

Documento que sela a parceria foi assinado nesta segunda-feira (28), na sede da Companhia

Por Assessoria | Edição do dia 28 de setembro de 2020
| Tags: ,,


Presidente da Casal e vice-reitora da Ufal assinaram convênio de cooperação

Gestores da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) e da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) assinaram, nesta segunda-feira (28), um convênio de cooperação técnica-científica entre as duas instituições que vai permitir o desenvolvimento de trabalhos em vários ramos do saneamento. Um dos primeiros será a investigação da presença de vestígios do coronavírus no esgoto, a exemplo do que já vem sendo feito em outros estados.

O documento foi assinado pelo presidente da Companhia, Clécio Falcão, pelo vice-presidente de Engenharia da empresa, Geraldo Leão, pelo superintendente técnico, Mauro Azevedo, pela vice-reitora da universidade, Eliane Aparecida Holanda Cavalcanti, e pela professora Nélia Calado, do Centro de Tecnologia (Ctec/Ufal).

O vice-presidente de Gestão Corporativa, Victor Vigolvino, e o gerente de Produção e Desenvolvimento Operacional, Jorge Briseno, ambos da Casal, e o professor do Ctec/Ufal, Vladimir Caramori, também acompanharam o ato.

“A parceria com a universidade nos dá um respaldo muito grande para vários projetos. Nós temos a expertise do saneamento no dia a dia com o trabalho dos nossos técnicos, mas a parceria com a universidade nos dá outras possibilidades”, ressaltou Clécio Falcão.

“Abre-se um leque muito grande entre a Casal e a universidade para estudos em várias ciências. Vamos entrelaçar mais o conhecimento em prol da sociedade”, destacou a vice-reitora Eliane Cavalcanti. Os professores Nélia Calado e Vladimir Caramori enfatizaram que a parceria vai permitir, no futuro, que a Casal use o conhecimento para oferecer serviços com mais qualidade à população.

Foto: Reprodução

Os projetos a serem desenvolvidos por meio da parceria, além da Covid-19, contemplarão os seguintes ramos do saneamento: caracterização e quantificação de águas e efluentes; desenvolvimento de pesquisas de tratamento de águas e efluentes; modelação de sistemas de abastecimento; águas superficiais e subterrâneas; análises laboratoriais físico-químicas e bacteriológicas de água e efluentes.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados