Concessão de benefícios do INSS cai 9% em Alagoas durante a pandemia

Neste período de quatro meses, foram concedidos 25.020 benefícios em Alagoas, contra 27.643 no mesmo período do ano passado

Por Assessoria | Edição do dia 19 de agosto de 2020
Categoria: Notícias, Regionais


A concessão de benefícios por parte do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) reduziu 9% em Alagoas durante a pandemia. Os dados são de um levantamento feito pela Gazetaweb e levam em consideração os números de março a julho publicados no portal de dados abertos do órgão.

Neste período de quatro meses, foram concedidos 25.020 benefícios em Alagoas. No mesmo período do ano passado, foram 27.643. Em números absolutos, são 2.623 a menos. Os números englobam todos os benefícios do INSS, como aposentadorias e auxílios.

Os números mostram que, neste ano, julho foi o mês em que mais pessoas conseguiram acesso aos recursos do órgão, um total de 6.797. Já o mês de maio foi o que registrou menor concessão de benefícios em Alagoas, 3.609.

As agências do INSS estão fechadas devido à pandemia do novo coronavírus, com isso, quem precisou dos serviços do órgão, até mesmo para dar entrada em um novo benefício, precisou fazer isso de forma remota através do aplicativo Meu INSS para smartphones.

A partir desta quinta-feira (20), o  INSS inicia a prova de vida por biometria facial. De acordo com o presidente do órgão, Leonardo Rolim, será uma experiência piloto com cerca de 500 mil pessoas que não fizeram a prova de vida até fevereiro deste ano e terão uma nova oportunidade. Questionado, o órgão não informou quantos alagoanos passarão por este processo.

O projeto foi desenvolvido em parceria com a Secretaria de Governo Digital (SGD) do Ministério da Economia e a Dataprev e os primeiros contatos com os segurados que participam desta primeira etapa já começam a ser realizados esta semana por meio de mensagens enviadas por SMS, Central 135 e e-mail.

Estes segurados, em sua maioria, já deveriam ter realizado o procedimento da prova de vida, portanto, é importante que realizem o procedimento, se forem contatados pelo INSS.

Rolim pontua que a prova de vida digital é uma inovação do INSS para facilitar a vida do cidadão, evitando que ele tenha que se deslocar para o banco durante a pandemia. O beneficiário que participar do piloto e realizar a prova de vida por biometria terá o procedimento efetivado, ou seja, não é um teste.

Prova de vida

Suspensa de março até setembro deste ano devido às normas relacionadas à pandemia, a prova de vida é obrigatória para os segurados do INSS que recebem seu benefício por meio de conta-corrente, conta poupança ou cartão magnético. Anualmente, os segurados devem comprovar que estão vivos, como forma de dar mais segurança ao próprio cidadão e ao Estado brasileiro, evitando fraudes e pagamentos indevidos de benefícios.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados