Comitê Rio 2016 é multado por irregularidades em contratos de trabalho

Empregados estariam trabalhando sem carteira assinada, sem contratos temporários e com jornadas de trabalho excessivas

Comitê Rio 2016 é multado por irregularidades em contratos de trabalho

Empregados estariam trabalhando sem carteira assinada, sem contratos temporários e com jornadas de trabalho excessivas

Por | Edição do dia 27 de julho de 2016
Categoria: Brasil, Notícias | Tags: ,


O Ministério Público do Trabalho e Emprego vai multar o Comitê Rio 2016 devido às condições do expediente de funcionários em obras da Vila Olímpica, informou o órgão nesta quarta-feira. De acordo com os fiscais, os empregados estariam trabalhando sem carteira assinada ou sem contratos temporários e, em alguns casos, com carga horária exaustiva.

Segundo o auditor fiscal Hércules Terra, o valor da multa é de aproximadamente R$ 500 por empregado, o que somaria um valor próximo a R$ 315 mil. A fiscalização começou na manhã de hoje nas obras dos apartamentos que passam por reformas, através da Superintendência Regional do Trabalho.

Fiscais realizam vistoria na Vila Olímpica (Foto: MPT/Divulgação)

Fiscais realizam vistoria na Vila Olímpica
(Foto: MPT/Divulgação)

Os auditores disseram que a fiscalização foi motivada por denúncias de condições precárias de trabalho e jornada de trabalho excessiva, chegando até a 23 horas. Uma advogada do Comitê Rio 2016 chegou à Vila durante a tarde para acompanhar a fiscalização e averiguar as denúncias.

O Comitê e o MPT foram seletivos com os veículos aos quais deram informações. Por exemplo, o MPT não falou com a equipe da revista e portal Exame, enquanto o Comitê Rio 2016 defendeu-se para o portal G1, da da rede Globo, dizendo que a atuação do MPTE sem análise dos documentos “descumpre um acordo firmado com a Rio 2016”.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados