Com ‘sombra’ de Jesus, Paulo Sousa terá primeira grande missão pelo Flamengo contra o Atlético-MG

Antes mesmo da final do Campeonato Carioca, o Flamengo terá pela frente a decisão da Supercopa do Brasil contra o Atlético-MG

Com ‘sombra’ de Jesus, Paulo Sousa terá primeira grande missão pelo Flamengo contra o Atlético-MG

Antes mesmo da final do Campeonato Carioca, o Flamengo terá pela frente a decisão da Supercopa do Brasil contra o Atlético-MG

Por Lance! | Edição do dia 8 de janeiro de 2022
Categoria: Esportes | Tags: ,,,


Paulo Sousa desembarcou no Brasil na manhã desta sexta-feira, e, em pouco mais de um mês – mais especificamente no dia 20 de fevereiro -, terá a primeira grande missão sob o comando do Flamengo, que é conquistar a Supercopa do Brasil. Dessa forma, o português precisará superar dois obstáculos para se sagrar campeão: a sombra de Jesus e o “carrasco de técnicos” do Fla, o Atlético.

Paulo Sousa é o novo técnico do Flamengo. Fotos: Vicenzo Pinto/AFP; Miguel Riopa/AFP.

A sombra de Jesus

Um dos principais desafios é “vencer” a sombra de Jorge Jesus. Desde que o Mister retornou ao Benfica, o Flamengo teve três técnicos: Domènec Torrent, Rogério Ceni e Renato Gaúcho. Todos eles foram comparados com o Mister, e não será diferente com Paulo Sousa.

O novo treinador, contudo, garantiu que Jorge Jesus “não é fantasma nenhum”. Em conversa com jornalistas portugueses no Aeroporto Internacional de Lisboa, Paulo Sousa elogiou Jorge Jesus e destacou que a pressão e a responsabilidade continuam pela grandeza do Flamengo.

“Todos os treinadores portugueses têm feito bons trabalhos em todo o lado, temos muita qualidade, mas a pressão e a responsabilidade continuam num clube com a grandeza do Flamengo. Queremos continuar a toada das vitórias. (Jorge Jesus) Não é fantasma nenhum. É muito bom treinador, tem demonstrado isso ao longo da carreira. Sempre demonstrou a sua qualidade e a sua paixão, assim como eu também vou tentar expressar a minha”, disse.

Atlético-MG, o recente carrasco de técnicos do Flamengo

O outro obstáculo é o histórico recente do Atlético-MG contra os treinadores do Flamengo. Isso porque tanto Domènec Torrent quanto Rogério Ceni foram demitidos justamente após derrotas para o Galo. A exceção foi Renato Gaúcho, que ficou no cargo até a final da Libertadores.

Paulo Sousa, claro, não será dispensado por uma eventual derrota para o Atlético, mas já é possível ver o tamanho do desafio que o Flamengo terá pela frente na final. Além disso, o clube mineiro é o atual campeão do Brasileirão e da Copa do Brasil, enquanto o Rubro-Negro vem de uma temporada decepcionante, em que passou em branco.

“O Atlético-MG foi o último que ganhou o campeonato, daí é, sem dúvida, o clube que todos querem ganhar, mas temos sempre o Palmeiras, penso que o Abel tem feito um trabalho extraordinário, a cultura de vitórias, o saber ganhar com seus próprios argumentos e com as suas próprias ideias, vai ser um dos nossos rivais diretos, como o Red Bull (Bragantino). Eles têm vindo a tomar decisões extraordinárias a nível de qualidade de jogadores. Acredito que muito em breve, pelo que tenho analisado, entre dois, três estarão prontos para competir no mais alto nível conosco para ganhar títulos”, disse Paulo Sousa, À emissora RTP, de Portugal.

Dessa forma, em caso de título, Paulo Sousa dará o primeiro passo para se afastar da sombra de Jesus e, também, começará a temporada com um triunfo sobre um adversário que, nas palavras dele, “todos querem ganhar”. A Supercopa do Brasil, vale lembrar, será realizada no dia 20 de fevereiro e o favorito para receber a competição é o Estádio Mané Garrincha, palco das edições de 2019 e 2020

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados