Com R$ 18 milhões por mês, Cartão CRIA dinamiza economia em todo o interior de Alagoas

Com 180 mil famílias beneficiadas até meados deste ano, programa vai estimular o consumo e impactar na geração de emprego e renda

Com R$ 18 milhões por mês, Cartão CRIA dinamiza economia em todo o interior de Alagoas

Com 180 mil famílias beneficiadas até meados deste ano, programa vai estimular o consumo e impactar na geração de emprego e renda

Por Agência Alagoas | Edição do dia 10 de fevereiro de 2021
Categoria: Notícias, Política | Tags: ,,


Foto: Felipe Brasil/Agência Alagoas

Desde que passou a promover a entrega regionalizada do Cartão CRIA nos municípios alagoanos, o governador Renan Filho faz questão de destacar um aspecto colateral importante do auxílio financeiro: o impacto na economia do estado.

Destinado a garantir qualidade nutricional para famílias com gestantes e crianças na primeira infância – até os 6 anos – em situação de pobreza e extrema pobreza, o benefício mensal no valor de R$ 100 deve atender até meados do ano a 180 mil famílias, constituindo-se assim como o maior programa de transferência de renda da história de Alagoas e o segundo maior do país, atrás apenas do Bolsa Família, do Governo Federal.

“Cento e oitenta mil cartões de 100 reais dá uma parcela de aproximadamente R$ 18 milhões por mês. É um investimento muito robusto”, contabilizou Renan Filho, durante o lançamento do Cartão CRIA em Maceió no dia 1º de fevereiro. “Cada real posto na mão do povo para consumir representa 1,78% a mais de PIB”, assinalou.

Ao iniciar o programa em Arapiraca, na última segunda-feira (9), o chefe do Executivo estadual voltou a ressaltar o reflexo positivo do subsídio no estímulo à cadeia econômica e produtiva. “Isso é uma ajuda importante para as famílias de baixa renda. Vai também a dinamizar a economia, gerando emprego por meio da elevação do consumo”, disse Renan Filho, durante o repasse dos primeiros cartões às famílias da maior cidade do interior do estado.

Além de boa intenção e de cálculos matemáticos, a afirmativa do governador se baseia em evidências científicas. Estudos e pesquisas realizados ao redor do mundo apontam para uma série de ganhos decorrentes dos investimentos na primeira infância, como o combate à desigualdade, a garantia do desenvolvimento humano e o aumento na produtividade econômica de uma localidade ou região.

Mais do que uma necessidade, cuidar da primeira infância se tornou fato decisivo para o avanço das sociedades contemporâneas. Por isso, em Alagoas, desde os primeiros dias da atual gestão, o Governo do Estado iniciou um projeto concebido com a missão de promover e integrar políticas públicas para a primeira infância.

Ao considerar o indivíduo como um ser único – e não como apenas um integrante de um coletivo a ser atendido de modo desarticulado –, contemplar a família e o contexto de vida e estender a crianças que estão nascendo e em desenvolvimento a oportunidade de conquistar uma vida digna, o Programa CRIA – Criança Alagoana objetiva reverter o quadro de pobreza e diminuir a desigualdade social entre gerações na população alagoana.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados