, Sexta-Feira - 24 de Maio de 2019

 

Coloração pessoal um impacto no seu armário e na sua autoestima

Por Jessyka Soares - Repórter o Dia+ / 3:16 - 22/04/2019


IMG_0285

“Além da gente conseguir colorir a vida das pessoas é incrível vê-las se sentirem seguras usando novas cores” Lybia Fazio

 Coloração Pessoal”, caso você nunca tenha ouvido falar sobre, não tem problema, O Dia+ conversou com a profissional Lybia Fazio para saber tudo sobre o assunto e por que você deveria começar a sua própria análise de coloração.

As cores certas vão iluminar o rosto, suavizar a textura da pele e equilibrar os traços. As cores que não funcionam muito para um certo tipo de pessoa, são capazes de “apagar” o visual e ressaltar tudo aquilo que te incomoda.

A análise da coloração pessoal oferece informações importantes que vão ajudar muito na hora de escolher os melhores looks. Com as cores certas, a pele fica mais iluminada, as olheiras ficam menos perceptíveis e o aspecto de cansaço também. Além disso, o rosto fica com um ar mais harmônico.

A temperatura é a primeira característica que a consultoria analisa para definir a cartela de coloração pessoal, e ela pode ser quente ou fria. Toda cartela que é quente ou fria é chamada de pura e tem uma por estação (Primavera Pura, Verão Puro, Outono Puro e Inverno Puro) e nesse caso, a temperatura é a característica mais importante.  A partir daí outros pontos como a cor dos olhos, os fios de cabelos vão ritmando o contraste de cada um. É um trabalho delicado que exige muita sensibilidade e uma boa observação do profissional.

No mercado desde novembro de 2018, Lybia Fazão conta que as cores certas vão refletir o que você tem de mais harmonioso e ressalta que a  tendência não se restringe apenas as mulheres, muitos homens tem caído no gosto e já não saem de casa fora da paleta de cores.

A tendência também caiu no gosto masculino

A tendência também caiu no gosto masculino – reprodução pessoal

“Embora a análise seja feita há alguns bons anos ela está sendo mais divulgada agora. Eu me especializei na área de coloração pessoal e tenho colorido o dia e a vida de muitas pessoas.” declara.

Como identificamos um tom quente e um tom frio?

– Pra identificar se a cor é quente ou fria, você precisa entender que todas as cores e seus tons diferentes tem pigmentos de cor azul e amarelo. Se a cor tem mais pigmentos azuis, ela é mais fria. Se a cor tem mais pigmentos amarelos, ela é mais quente.

Inspirada na mestra Luciana Ulrich, uma das difusoras do colorismo no Brasil, Lybia garante que só quem não precisa de uma análise de coloração pessoal são as criança, pois qualquer coisa que elas usem fica bonito. A profissional ressalta também que muitos optam pela consultoria virtual, mas recomenda que a análise seja feita de forma presencial, com uma boa luz, de preferência a luz do dia.

Como é feita a análise?

 – A cliente decide onde ela acha melhor o encontro acontecer, realizamos vários testes, com tecidos especiais pra isso, para a gente entender e observar como as cores se refletem no rosto da cliente e ela própria no decorrer do teste vai observando as mudanças que esses tecidos, essas cores vão trazendo para o rosto dela.  As mudanças elas podem ser tanto positivas quanto negativas.

Ficou interessado e curioso em conhecer um pouco mais desta tendência? Que tal dá uma conferida no IG da Lybia e quem sabe agendar uma análise para tornar a sua vida ainda mais harmoniosa e colorida?!

Segue aí @lybiafazio 


Comentar usando