CNI e Sebrae abrem inscrições para Prêmio Nacional de Inovação

Na última edição, empresa Central das Impressoras, de Maceió, foi uma das vencedoras

CNI e Sebrae abrem inscrições para Prêmio Nacional de Inovação

Na última edição, empresa Central das Impressoras, de Maceió, foi uma das vencedoras

Por | Edição do dia 22 de setembro de 2016
Categoria: Blog, Notícias, Tecnologia | Tags: ,,,


Estão abertas as inscrições para o Prêmio Nacional de Inovação Edição 2016/2017. Empresas de todos os portes podem submeter projetos, produtos e processos inovadores para concorrer a R$ 900 mil pré-aprovados no Edital SENAI SESI de Inovação e a cursos de educação executiva. A candidatura é feita exclusivamente pelo site www.premiodeinovacao.com.br, até o dia 15 de janeiro de 2017.

Na última edição, a empresa Central das Impressoras, instalada em Maceió, foi a grande vencedora da categoria Empresa – Agente Local de Inovação (ALI), que premia os pequenos negócios dos setores de Comércio, Indústria e Serviços que se destacaram na adoção de métodos, técnicas e ferramentas de gestão da inovação. Ela foi a única representante de toda a Região Nordeste entre os oito finalistas da sua categoria e superou mil empresas de todo o Brasil.

Equipe da Central das Impressoras ao receber seu prêmio, em 2015 (Foto: Luludi Agência Luz)

Equipe da Central das Impressoras ao receber seu prêmio, em 2015 (Foto: Luludi Agência Luz)

Para 2016/2017, o regulamento traz novidades. Os vencedores serão divididos em quatro modalidades: micro e pequenas empresas atendidas pelo Programa Agentes Locais de Inovação (ALI); micro e pequenas empresas; médias empresas; e grandes empresas. A premiação se dará nas categorias gestão da inovação e inovação, sendo que esta se divide em quatro subcategorias: produto, processo, organizacional e marketing.

Diferentemente de edições anteriores, não será necessário inscrever um projeto específico para cada categoria. A empresa pode se inscrever uma única vez e será avaliada como um todo, podendo ser selecionada em mais de uma categoria ou subcategoria. No entanto, é preciso que as inovações desenvolvidas tenham ocorrido, no máximo, nos ultimos dois anos e estejam implantadas no momento da inscrição. O prêmio é voltado para a indústria, exceto no caso das micro e pequenas empresas atendidas pelo ALI, que podem ser também dos setores de comércio ou serviço. Os vencedores serão conhecidos no Congresso Brasileiro de Inovação, em junho de 2017.

A diretora de Inovação da CNI, Gianna Sagazio, explica que a premiação é um estímulo à cultura de inovação no setor privado. “Queremos incentivar e reconhecer o mérito de empresas brasileiras que investem e apostam na inovação como uma estratégia de competitividade”, afirma.

Vencedores da edição passada (Foto: assessoria)

Vencedores da edição passada (Foto: assessoria)

O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, celebra o prêmio como um incentivo ao surgimento de pequenos negócios inovadores, com alto potencial de impacto na economia. “Temos um interesse crescente em incentivar a criatividade dos pequenos negócios, pois eles serão cada vez mais o motor que conduz a inovação no país”, diz.

Em 2011, ano de estreia da premiação, foram 427 inscrições de empresas de 19 estados brasileiros. Com a entrada do Sebrae no PNI, em 2012, o número saltou para 981 inscrições, 86% delas de micro e pequenas empresas. Na última edição (2014/2015), houve mais de 2,2 mil inscrições em todas as regiões do país, sendo 87,3% feitas por pequenos negócios.

As categorias do Prêmio:

GESTÃO DA INOVAÇÃO: reconhece as organizações que criam um ambiente favorável à inovação por meio da implementação de processos, métodos, técnicas e ferramentas de geração da inovação.

INOVAÇÃO: reconhece as inovações que contribuíram para o aumento de competitividade da empresa. Divide-se em quatro subcategorias: inovação de produto, bens ou serviços; inovação em processos; inovação organizacional e inovação em marketing.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados