Chips de internet serão entregues a alunos da Ufal a partir do dia 9

Chips de internet serão entregues a alunos da Ufal a partir do dia 9

Por Assessoria | Edição do dia 7 de dezembro de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,


A Pró-reitoria Estudantil (Proest) inicia na próxima quarta-feira (9), a etapa de entrega dos chips de internet para os estudantes aprovados nos editais 04 e 05/2020. O cronograma segue até o dia 18 de dezembro e os contemplados devem ficar atentos às datas e locais de retirada.

O estudante precisa levar um documento de identificação e retirar o chip na unidade de ensino mais próxima ao endereço informado na inscrição dos editais. Já os alunos que indicaram endereço nos municípios de Capela, Joaquim Gomes, Matriz de Camaragibe, Novo Lino, Pindoba, Porto Calvo, São Luís do Quitunde, União dos Palmares ou fora do estado de Alagoas, receberão os chips pelos correios.

Caso o endereço informado esteja incorreto, a Proest não se responsabiliza pela não entrega do chip. A responsável pela realização dos contratos com as operadoras, a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), informou que os alunos em situação de vulnerabilidade terão os chips de dados de internet disponíveis até junho de 2021.

Já os alunos da Ufal que informaram endereços em 14 cidades fora da cobertura das operadoras contratadas não devem receber os chips. “Nesses casos, a Proest fará ainda o pagamento do auxílio de R$100 referente ao mês de dezembro, com saque em janeiro, para custear as despesas com internet no mês de janeiro de 2021, quando encerra-se o PLE”, informou em nota o pró-reitor Alexandre Lima.

Os casos valem para os residentes nos seguintes municípios alagoanos: Batalha, Belo Monte, Branquinha, Dois Riachos, Estrela de Alagoas, Jaramataia, Monteirópolis, Passo de Camaragibe, Santana do Mundaú e Traipú. Além das cidades de Brejão, Iati e Tupanatinga, em Pernambuco; e Japaratuba , no estado vizinho de Sergipe.

Os editais do Projeto Alunos Conectados previam a distribuição de 11.313 chips, mas apenas 884 alunos se inscreveram nas duas chamadas da Proest. Os discentes estavam recebendo uma bolsa auxílio digital enquanto os chips não eram liberados. “A Proest garantiu a universalidade do acesso a todo o estudante que se inscreveu nos editais e comprovou sua condição de vulnerabilidade socioeconômica”, ressaltou Lima.

Confira no anexo as tabelas com todos os locais, horários e datas para retirada dos chips.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados