Centro de Formação e Inclusão Social começa a ser construído no Vergel do Lago

Centro de Formação e Inclusão Social começa a ser construído no Vergel do Lago

Por Assessoria | Edição do dia 5 de novembro de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,


Ascom Seades

Teve início nesta quinta-feira (5) a construção da obra do Centro de Formação e Inclusão Social Irmã Blandina, no Vergel do Lago, em Maceió. A assinatura do contrato foi firmada entre a ME Basto Régis – construtora responsável pela obra – e a Comunidade Espírita Nosso Lar, que administrará o espaço. A celebração do contrato contou com a presença do Secretário de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social, Sílvio Bulhões, gestor da pasta responsável pelo financiamento.

Orçado em R$ 2 mi, o espaço atenderá diretamente 600 famílias e, indiretamente, mais de 2.400 pessoas. Serão assistidas crianças a partir dos cinco anos, como também adolescentes e os próprios pais do público infanto-juvenil acolhido no local. Desde a fase de construção, o Centro já beneficiará a população do Vergel do Lago: a obra contratará de 20 a 30 pessoas do bairro para execução dos serviços.

A assinatura do Termo de Fomento, firmado entre a Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) e a Comunidade Espírita Nosso Lar, ocorreu no dia 1º de outubro. O Centro agregará ações efetivas de assistência às pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social do lugar. Sílvio Bulhões fala da importância da construção da obra para continuidade dessas ações sociais.

“O Termo de Fomento possibilitou a condução dos trâmites necessários para contratar a empresa, que inicia hoje a construção do Centro. Ele irá acolher famílias em situação de vulnerabilidade social de uma das regiões mais necessitadas da cidade. Isso só engrandece o trabalho que o Nosso Lar já realiza e que fica mais fortalecido com a parceria da Seades e do Governo de Alagoas”, explica o gestor da pasta.

O local contará com 16 salas de aula, quatro delas já existentes, biblioteca, horta comunitária e espaço de convivência. Terá três pavimentos e utilizará captação de água pluvial e energia solar. O público assistido contará com ações educacionais multidisciplinares e de assistência social, capacitação profissional, além de atenção à família.

“Com esta obra, a gente tem a oportunidade de envolver pais e filhos. Mais tempo de convívio com o corpo técnico em um espaço físico digno para que a gente possa dar uma real oportunidade. A parceria com o estado possibilita esta capilarização. Nesse espaço, entre as paredes, nós tentaremos trazer a dignidade do ser”, ponderou Vitor José, coordenador da Comunidade Espírita Nosso Lar.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados