Centrais de Triagem da Covid-19 em Alagoas já aplicaram quase 54 mil testes

Balanço foi divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde nesta quinta-feira (10)

Por Agência Alagoas | Edição do dia 10 de setembro de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags:


Thallyson Alves

Desde o início da pandemia da Covid-19 até a quarta-feira (9), as Centrais de Triagem localizadas em Arapiraca e Maceió já testaram 53.999 pessoas para o novo coronavírus. Do total, 16.052 estavam contaminadas, conforme balanço divulgado nesta quinta-feira (10) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), que gerencia as unidades.

 

Das três Centrais de Triagem para a Covid-19, a localizada no Ginásio do Sesi, na capital alagoana, registrou o maior número de testes aplicados. Desde a sua inauguração, em 14 de abril deste ano, foram 22.691 pessoas testadas e 5.158 resultados positivos. A unidade funciona todos os dias da semana, das 7h às 19h.

 

Na segunda posição aparece a Central de Triagem situada em Arapiraca, que funciona no Ginásio João Paulo II, e foi inaugurada em 13 de junho passado. Segundo dados computados, 16.194 pessoas foram submetidas a testagem rápida para a doença provocada pelo novo coronavírus e 5.809 tiveram a confirmação de que estavam infectadas. A unidade permanece funcionando todos os dias da semana, 24 horas por dia.

 

Já a Central de Triagem situada no Shopping Pátio Maceió, na pista de acesso ao bairro Benedito Bentes, também na capital alagoana, aplicou 15.114 testes desde 18 de maio deste ano, quando foi inaugurada. Do total, a unidade que funciona todos os dias da semana, das 7h às 19h, contabilizou 5.085 casos positivos de Covid-19.

 

Atendimento – As três Centrais de Triagem para o diagnóstico da Covid-19 atendem usuários que apresentam sintomas gripais. Mas, o teste rápido para diagnóstico do novo coronavírus só é prescrito caso o paciente esteja apresentando sintomas há pelo menos oito dias, além de estar portando um comprovante de residência, documento de identificação com foto e o Cartão SUS.

 

“Além destes pré-requisitos, aferimos a temperatura corporal, para verificarmos se o usuário tem febre acima de 37.6 graus, acompanhada ou não de tosse, coriza, dor de garganta e dificuldade para respirar. Se não houver indicação para aplicação do teste, mas, o usuário não estiver se sentindo bem, ele será atendido e orientado”, esclareceu a enfermeira Maryanna Costa, coordenadora da Central de Triagem localizada no Ginásio do Sesi.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados