Cauã morreu por causa de uma fratura no crânio; Lesões encontradas no corpo revelam que menino sofria maus tratos

Cauã morreu por causa de uma fratura no crânio; Lesões encontradas no corpo revelam que menino sofria maus tratos

Por Redação* | Edição do dia 29 de abril de 2022
Categoria: Maceió, Polícia | Tags: ,,,,


A Polícia Cientifica de Alagoas confirmou na manhã desta sexta-feira (29), que irá realizar exame de DNA para identificar oficialmente a ossada encontrada que é supostamente do menino Márcio Cauã Ferreira Acioli, de 2 anos e 10 meses que foi morto pelo cuidador. O exame será obrigatório tendo-se em vista questões técnico-científicas e legais em relação a liberação de cadáveres vítimas de violência. A causa da morte do menino foi por causa de uma fratura no crânio.

“Durante o exame encontrei uma fratura no osso occipital do crânio causada por um instrumento contundente, cuja investigações deverão apurar que tipo de instrumento é esse. Outro fato que constatamos no exame cadavérico, foi a localização de fraturas antigas consolidadas em três costelas, o que confirma que a criança vinha sofrendo maus-tratos”, afirmou o perito médico legista Kleber Santana.

A ossada humana de uma criança foi encontrada na tarde de ontem (28), em uma região de mato, as margens da avenida Rota do Mar, entre os conjuntos residenciais Aprígio Vilela e Caetés, que fica no Benedito Bentes. O responsável pela morte e ocultação do cadáver, identificado como Fernando Henrique, cuidador do menino, amigo da mãe, foi quem levou os policiais civis até ao local onde ele desovou o corpo do menino,

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados