Boa Tarde!, Sexta-Feira - 13 de Dezembro de 2019

 

Caso Danilo: Mãe afirma que sofria agressões do marido

Redação com 7Segundos / 11:59 - 15/11/2019

Dacinéia Almeida prestou novo depoimento à Polícia Civil


padrasto-danilo-investigação

Em um novo depoimento para as investigações do assassinato do menino Danilo Almeida, de 7 anos, a mãe, Dacinéia afirmou que sofria diversas agressões psicológicas por parte do marido, José Roberto Moraes, que já foi denunciado por antigas companheira de carcere privado e até abusos sexuais. As declarações feitas por Dacinéia fazem parte da investigação do crime que ocorreu em 12 de outubro e foram divulgadas pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo a Polícia Civil,  Dacinéia contou que já foi agredida por José Roberto, assim como os filhos. Ela detalhou que padrasto dos meninos tinha comportamento controlador. Também declarou que estava tomando remédios oferecidos pelo esposo e que não compareceu antes à polícia com medo das ameaças feitas por ele.

Dacinéia chegou a comparecer com o esposo à Defensoria Pública do Estado alegando serem vítimas dos delegados que estão investigando a morte de Danilo.

Já José Roberto continua preso devido a acusações dos anos de 2009 e 2010 por crimes práticos na cidade de Arapiraca de agressões e ameaças contra e ex-esposa e uma enteada. Ele fugiu para a capital, mas acabou sendo reconhecido através de imagens e fotografias.

Relembre o caso

Danilo Almeida foi assassinado no dia 11 de outubro após ser sequestrado no bairro do Clima Bom, em Maceió.

Segundo informações da Polícia Civil, o corpo do menino foi encontrado na madrugada de sábado (12) com perfurações na cabeça e no pescoço. A família disse à polícia que o garoto estava com um irmão, que é gêmeo, quando foi levado por uma mulher.


Comentar usando