Casal interrompe abastecimento para consertos em três cidades

Casal interrompe abastecimento para consertos em três cidades

Por | Edição do dia 9 de setembro de 2016
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,


Não está sendo uma sexta-feira muito agradável para a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal). Desde as primeiras horas da manhã, as equipes identificaram vazamentos e bombas quebradas em pontos distintos, sendo forçada a interromper o abastecimento em Satuba e vários bairros de Rio Largo e Maceió.

A primeira situação reportada foi a de Satuba. Um problema elétrico na bomba da estação de captação de água deixou o abastecimento do município deficiente. Segundo a Casal, técnicos vão instalar um novo equipamento até o final do dia e, com isso, o fornecimento de água será restabelecido.

Outra bomba que deu problema foi em Rio Largo. Um defeito mecânico no conjunto motobomba da estação de captação prejudicou o abastecimento nos bairros Tabuleiro do Pinto e o conjunto Brasil Novo. A previsão é que o reparo seja concluído também até o final desta sexta, quando o fornecimento de água começa a se normalizar.

Já Maceió teve um vazamento no aqueduto Catolé-Cardoso. Durante a realização do reparo, a Casal precisou fechar a comporta da galeria e, com isso, o fornecimento de água ficou afetado nos bairros do Centro ao Pontal da Barra, além de Rio Novo e do Loteamento Palmar. A previsão de encerramento do conserto é a mesma das anteriores: no fim desta sexta (09).

Porém os moradores do Loteamento Palmar vão tem que usar água do balde por um pouco mais, já que a Casal “aproveitou o ensejo” e vai adiantar a paralisação do sistema para manutenção de equipamentos da estação elevatória que atende ao local. O serviço deve ser concluído no sábado (10), quando será normalizado o abastecimento.

O que diz a Casal

Perguntada pelo O Dia Mais se era comum a ocorrência de tantos consertos e paradas, a Casal disse, através da assessoria, que são atividades inerentes ao serviço ofertado e que os reparos são feitos assim que o problema é identificado.

Quanto às bombas, a Companhia destacou que fez um investimento em 2015 para comprar bombas reservas para Maceió e está licitando para as demais cidades do estado. Na capital, onde operam 150 poços e o fluxo de serviço é maior, existe uma bomba reserva a cada “2 ou 3 poços”, segundo a assessoria.

“Às vezes, a identificação do problema e seu reparo é tão rápido que a população não chega a perceber a interrupção do abastecimento”, explicou a assessoria da Casal.

Em relação aos vazamentos em aquedutos, a sorte da população não é a mesma, já que o sistema tem que ser desligado para que o reparo seja feito. As causas de tais vazamentos são, em geral, a pressão da água e o desgaste na tubulação provocada pelo uso, quando não uma combinação desses fatores.

Para comunicar algum problema ou falta de água, a população pode entrar em contato através do 0800-082-0195.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados