Casal destaca investimentos de meio bilhão de reais no esgotamento sanitário de Maceió durante audiência na ALE

Presidente da Companhia informou que cidade está recebendo mais de 300 quilômetros de redes coletoras por meio de duas grandes obras

Casal destaca investimentos de meio bilhão de reais no esgotamento sanitário de Maceió durante audiência na ALE

Presidente da Companhia informou que cidade está recebendo mais de 300 quilômetros de redes coletoras por meio de duas grandes obras

Por Assessoria da Casal | Edição do dia 7 de junho de 2021
Categoria: Alagoas | Tags: ,,


A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) participou, nesta segunda-feira (7), de uma audiência pública da Comissão de Meio Ambiente e Proteção Animal da Assembleia Legislativa Estadual (ALE). O presidente da empresa, Clécio Falcão, elencou os investimentos da empresa na ampliação do esgotamento sanitário de Maceió.

Segundo ele, duas grandes obras que estão em andamento, por meio de parcerias com as empresas Sanama e Sanema, vão implantar ao todo mais de 300 quilômetros de redes coletoras pela cidade, nas regiões alta e média alta, que envolvem Tabuleiro dos Martins, Benedito Bentes, Farol e bairros vizinhos.

Ele ressaltou que obras dessa magnitude, em algum momento podem causar desconforto à população. “Não se implanta redes em tantas ruas e localidades sem que isso cause algum desconforto, afinal, são mais de 300 quilômetros de tubulação. Mas sabemos que o transtorno é temporário para um benefício permanente para os moradores e para o meio ambiente”, apontou Clécio Falcão.

Na oportunidade, ele também frisou que a Casal e o Governo do Estado, por meio dessas duas obras, investem quase meio bilhão de reais em Maceió. “Em oito anos do governo Renan Filho, estamos investindo no esgotamento da capital o mesmo que se investiu nos 50 anos anteriores, pois essas obras vão dobrar a cobertura, passando de 35% para 70% até 2022”, argumentou Clécio Falcão.

A audiência pública teve a participação também de gestores das empresas Sanama e Sanema, da Arsal e de órgãos municipais, além de moradores dos bairros contemplados com as obras.

O dirigente da Casal explicou, ainda, que a Companhia eventualmente dá apoio à Prefeitura de Maceió na desobstrução de redes coletoras implantadas pelo município na região do Eustáquio Gomes, no Tabuleiro dos Martins, onde moradores se interligaram indevidamente a uma rede que por enquanto está inoperante. Assim, quando ela fica cheia, há o transbordo do esgoto nas ruas. Essas redes não estão interligadas ao coletor-tronco e, por essa razão, não devem ser usadas.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados