Cartão verde

Cartão verde

Por | Edição do dia 9 de março de 2017
Categoria: Esportes


Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Thiago Eleutério, zagueiro do Rio Branco-ES, e Balão Marabá, volante do Santos-AP, receberam os primeiros cartões verdes do futebol brasileiro. Em jogos válidos pela Copa Verde 2017, eles tiveram atitudes de fair play e foram “premiados” pelos árbitros com essa novidade apresentada, este ano, pela CBF.

Os dois cartões verdes foram aplicados ao mesmo tempo, em duas partidas diferentes: o relógio marcava 20 minutos da primeira etapa de Fast Clube-AM x Santos-AP, na Arena da Amazônia, em Manaus (AM); e de Tocantins-TO x Rio Branco-ES,  no Castanheirão, em Miracema do Tocantins (TO).

Está na súmula de Fast 1 x 0 Santos, duelo da 1ª fase arbitrado por Deborah Cecilia Correia (FIFA/PE). O jogador Antunes Silva da Costa, o Balão Marabá, recebeu o cartão verde porque, em um lance de bola ao chão após atendimento médico de outro atleta, devolveu a posse ao adversário.

– Eu pedi a bola e entreguei ao time deles. A árbitra parou o jogo e me deu os parabéns pelo fair play. Ela me explicou e mostrou o cartão verde. Fiquei um pouco surpreso porque, normalmente, o cartão é ruim pro jogador, mas gostei da novidade. Não importa se está perdendo ou ganhando. A boa atitude não pode olhar para o placar. Acho que o cartão verde é uma coisa positiva porque mostra pra todo mundo no estádio que o jogador teve fair play – relatou Balão Marabá.

Enquanto isso, no Tocantins, Thiago Eleutério parou uma jogada de ataque do Rio Branco-ES porque um atleta do Tocantins Esporte Clube estava caído devido a uma lesão. O árbitro Rafael Odilio dos Santos (CBF/MT), então, mostrou o cartão verde. No segundo tempo, o mesmo Thiago marcou o segundo gol da vitória de sua equipe por 2 a 0.

– Quando vi o jogador do Tocantins caído, joguei a bola, imediatamente, para fora do campo. Confesso que, na hora, fiquei meio assustado quando vi o juiz vindo na minha direção e puxando um cartão. Na hora, ele me deu os parabéns pela atitude, pois, mesmo tendo a disputa pela vitória entre os times, deve existir um lado de companheirismo dentro de campo – concluiu o zagueiro.

COPA VERDE 2017: Confira a tabela e outros detalhes.

 

Texto: CBF

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados