Candidata presta queixa na PF contra apoiadores de Palmery após ser perseguida por motociclistas

Entre os motociclistas estava um homem que é trabalha num cargo comissionado na Prefeitura de Cajueiro

Candidata presta queixa na PF contra apoiadores de Palmery após ser perseguida por motociclistas

Entre os motociclistas estava um homem que é trabalha num cargo comissionado na Prefeitura de Cajueiro

Por Redação com assessoria | Edição do dia 19 de outubro de 2020
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,


Foto: Reprodução

A coligação “Cajueiro Bem Cuidada” (Podemos/Pros) prestou um boletim de ocorrência na delegacia do município e na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Maceió, após a candidata à Prefeitura, Lucila Toledo, e alguns apoiadores serem perseguidos e intimidados por um grupo de homens em motocicletas na noite desta quinta-feira (15).

A defesa da candidata ainda está avaliando a apresentação de uma notícia crime junto ao Ministério Público Eleitoral e sobre um pedido de segurança individualizada para ela e uma candidata a vereadora, uma vez que elas se sentiram ameaçada pelos homens.

Segundo a candidata, ela e o grupo de apoiadores estavam realizando uma série de visitas para apresentar propostas a eleitores quando começaram a ser seguidos pelos motociclistas. “Eles buzinavam e aceleravam os veículos para tentar atrapalhar a campanha”, diz Lucila.

Segundo informações, mesmo quando os indivíduos estavam sendo filmados e com o aviso de que a polícia seria chamada para garantir a realização do ato democrático, os homens debocharam e falaram que não tinham medo.

Um dos acusados foi identificado, se trata de Sallys Afonso da Silva, assessor para assuntos estratégicos, um cargo comissionado da Prefeitura. Nas redes sociais, Sallys aparece em várias fotos como apoiador a reeleição de Palmery.

Mesmo com a intimidação, informações dão conta de que a população fez questão de mostrar apoio à candidatura de Lucila. Em meio a confusão, uma viatura da Polícia Militar chegou ao local e, nesse momento, uma dos motociclistas fugiu.

As imagens mostram ainda que nenhum dos motociclistas que buscavam intimidar a campanha de Lucila usava capacete, o que contraria a Resolução 453/2013 do Conselho Nacional de Trânsito.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados