Bom Dia!, Quarta-Feira - 8 de Abril de 2020

 

Carnaval 2020: Mangueira faz releitura crítica de um Jesus Cristo nascido na favela

Redação com G1 / 3:53 - 24/02/2020

Escola busca seu 21º título com a narrativa sobre Cristo, trazendo o personagem em diferentes faces: do negro, mulher ao preso e minorias


Foto: Fábio Tito/G1

Foto: Fábio Tito/G1

A escola de samba Mangueira arrancou suspiros e arrepiou com o enredo de seu desfile, no primeiro dia de desfiles do grupo especial do Rio de Janeiro, na noite desse domingo (23). Muitas pessoas criticaram a escolha da história para o desfile, mas a escola não pensou duas vezes e retratou a história mais contada do mundo em forma de samba.

Mangueira fez uma releitura crítica da vida de Jesus Cristo nascido na favela. A escola busca seu 21º título com a narrativa sobre a história de Cristo negro, mulher, preso e minoria nascido no morro, trazendo ao sambódromo de Marquês de Sapucaí, diferentes faces de Jesus que poderiam estar nos dias modernos.

Com 4.000 componentes, a verde e rosa cantou o enredo “A Verdade vos fará livre”, em 19 alas, com cinco carros e três tripés. Como seria Jesus nascendo em uma favela? Esse foi o questionamento principal da escola de samba.

O responsável foi Leandro Vieira, carnavalesco que estreou na Mangueira campeão em 2016. Em 2019, venceu com um desfile sobre a história brasileira com destaque a heróis da resistência negra e indígena.

  • A Mangueira explorou diferentes faces de Jesus, sua vida e seus ensinamentos nos dias modernos, como jovens negros e pobres presos, indígenas, mulheres e membros da comunidade LGBT;
  • no quarto carro, uma estátua gigante mostrava um jovem Jesus negro crucificado;
  • no abre-alas, o presidente de honra Nelson Sargento e a cantora Alcione representaram José e Maria

 

Atriz Evelyn Bastos como rainha Jesus mulher negra - Foto: Fábio Tito/G1

Atriz Evelyn Bastos como rainha Jesus mulher negra – Foto: Fábio Tito/G1

 

Foto: Fábio Tito/G1

Foto: Fábio Tito/G1

 

Foto: Fábio Tito/G1

Foto: Fábio Tito/G1

 

Jesus nascido no morro - Foto: Fábio Tito/G1

Jesus nascido no morro – Foto: Fábio Tito/G1


Comentar usando