Campanha incentiva uso da água sanitária contra mosquito Aedes

Estudos comprovaram que produto impede as larvas do mosquito de se desenvolver

Campanha incentiva uso da água sanitária contra mosquito Aedes

Estudos comprovaram que produto impede as larvas do mosquito de se desenvolver

Por | Edição do dia 5 de setembro de 2016
Categoria: Notícias, Saúde | Tags: ,,,,,,,,,


A melhor forma de combater as doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, Zika, chikungunya e febre amarela, é a prevenção. Estudos conduzidos pela Universidade de São Paulo (USP) comprovaram que o cloro, principal componente da água sanitária, é quase 100% eficaz na eliminação de larvas do mosquito, impedindo seu desenvolvimento. Para ajudar a disseminar esta informação foi lançada a campanha “Cloro na Zika”, que mostra para o público como  utilizar o produto de forma adequada nos focos do Aedes.

A iniciativa é da Associação Brasileira da Indústria de Álcalis, Cloro e Derivados (Abiclor), que lançou um blog (www.cloronazika.com.br), perfis em redes sociais e até vídeos no YouTube para informar à população sobre o uso profilático do cloro. A água sanitária comum, cloro ou o hipoclorito de sódio devem ser usados na quantidade e de maneira adequada para cada foco de mosquito.

Por exemplo, para regar as plantas é recomendado o uso de uma colherzinha de café (2 ml) de água sanitária diluído em um litro de água. Já para a limpeza de canos e ralos, a quantidade é uma colher de sopa (15 ml) de água sanitária diretamente nos ralos. Os produtos podem ser utilizados também na limpeza de caixas d’água, vaso sanitário, lixeiras, piscinas e outros tipos de locais que acumulem água.

Associada à Abiclor, a Braskem aderiu à campanha e vai utilizar o material elaborado em ações de conscientização com os próprios integrantes e com as comunidades vizinhas às fábricas.

“Esta campanha é importante, por que auxilia as ações de combate destas endemias provocadas pelo aedes aegypti e mostra mais uma das qualidades e benefícios do cloro”, afirmou Milton Pradines , Gerente de Relações Institucionais da Braskem em Alagoas.

Foram distribuídos 2.000 (dois mil) panfletos informativos nos postos de saúde e unidades do Programa de Saúde da Família (PSF) nas comunidades do Trapiche e Pontal da Barra. Ações de panfletagem com grupos de agentes nas comunidades foram articuladas para ajudar a disseminar o conhecimento e uso da água sanitária no combate às larvas.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados