Campanha de Multivacinação será realizada neste mês

Ação pretende atualizar o calendário vacinal de crianças e adolescentes do Estado

Campanha de Multivacinação será realizada neste mês

Ação pretende atualizar o calendário vacinal de crianças e adolescentes do Estado

Por | Edição do dia 8 de setembro de 2016
Categoria: Notícias, Saúde | Tags: ,,,,


A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) irá promover a Campanha de Multivacinação para atualização da caderneta de vacinação de crianças e adolescentes. A ação vai ocorrer de 19 a 30 de setembro nos postos de saúde dos 102 municípios alagoanos.

A iniciativa visa atualizar o esquema vacinal de crianças de dois meses a 15 anos de idade que estejam com o calendário vacinal em aberto para a primeira dose ou o reforço das vacinas. Com esta iniciativa, a Sesau espera reduzir o risco da transmissão de doenças imunopreveníveis.

O público-alvo foi dividido em dois grupos: para crianças menores de 5 anos estarão disponíveis as vacinas BCG, Hepatite B, Pentavalente, Rotavírus, Pneumo 10, Meningo C, Tríplice Viral, Varicela, DTP infantil, Poliomielite e Hepatite A, entre outras. E os adolescentes entre 9 e 14 anos, serão protegidos contra Hepatite B, Tríplice Viral, Dupla Adulto e HPV, esta última específica para as meninas.

De acordo com Claudeane Nascimento, assessora do Programa Nacional de Imunização (PNI) em Alagoas, todas as vacinas para a campanha já estão disponíveis nas centrais regionais. “Para a campanha atingir a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS), que é atualizar o maior número possível de cadernetas de vacinação, o Estado já disponibilizou todas as vacinas para que os municípios possam estar preparados para receber o público-alvo, deixando essas crianças e os adolescentes livres de doenças imunopreveníveis”, esclareceu Claudeane Nascimento.

Cobertura

A coordenadora ainda destacou que a faixa etária foi ampliada para também atender as meninas de 9 a 13 anos e assim estimular a vacinação contra o HPV. “Por ter uma baixa cobertura vacinal contra o vírus, o Ministério da Saúde está buscando aumentar o número de meninas protegidas contra o HPV, que pode causar câncer de colo de útero”, disse.

Para maiores orientações, os pais ou responsáveis devem procurar os postos de saúde dos seus municípios de origem. Para realizar a atualização vacinal, é necessário portar o cartão de vacinação ou algum comprovante da situação vacinal, que serão analisados pela equipe de saúde da unidade onde o usuário será atendido.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados