Campanha de funcionários da Casal ajuda lavador de carros a conseguir documentos

Luiz Mendes Silva Filho, o Luizinho, 50 anos de idade, não possuía nenhum documento

Campanha de funcionários da Casal ajuda lavador de carros a conseguir documentos

Luiz Mendes Silva Filho, o Luizinho, 50 anos de idade, não possuía nenhum documento

Por Assessoria | Edição do dia 23 de fevereiro de 2021
Categoria: Alagoas, Notícias | Tags: ,,,,,


Com lenço e com documento. Essa é a atual situação do lavador de carros Luiz Mendes Silva Filho, o Luizinho, 50 anos, que após duas décadas conseguiu a sua Carteira de Identidade e consequentemente pôde ser reconhecido como cidadão brasileiro. Ele havia perdido todos os seus documentos após uma enchente que ocorreu na cidade de Rio Largo, quando a água inundou a sua casa e levou os papéis.

A história desse maceioense, nascido no bairro São Sebastião (antigo Ouricuri), assemelha-se com a de muitas pessoas que vivem nas cidades e nas zonas rurais do Brasil, sem documentos necessários no dia a dia, e por isso não fazem parte das estatísticas do IBGE, tampouco são beneficiadas por programas sociais dos governos municipal, estadual e federal, por exemplo, o recente Auxílio Emergencial

De família muito pobre, Luiz e mais dois irmãos ficaram órfãos de mãe ainda bebês e passaram a ser criados pela avó, a lavadeira Dona Tereza. Logo cedo, aos 12 de idade, Luizinho começou a fazer tarefas de office boy para garantir uma renda familiar mínima quer levasse comida à mesa. Já a partir 14, ele passou a lavar e dar polimento em veículos de usuários que transitam pelo prédio-sede da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), no Centro da capital alagoana. A atividade que ele desenvolve há mais de trinta anos teve que ser interrompida devido à pandemia, fato que fez agravar ainda mais a sua situação financeira.

Sensibilizados com o momento de dificuldade do Luizinho, que é analfabeto funcional, um grupo de funcionários da Companhia, composto por Maria Quitéria Rocha, Diego Barros e Thalisson Tenório, iniciaram uma campanha para ajudá-lo a reaver os documentos e também arrecadar donativos, principalmente alimentos. Atualmente o lavador mora sozinho num barraco na Vila Brejal, depois que separou da mulher com quem teve dois filhos.

Durante seis meses, os apoiadores da causa fizeram uma verdadeira peregrinação por vários cartórios até conseguirem localizar o Registro de Nascimento do Luiz, no Cartório do 1º Distrito de Maceió. Depois disso, foi possível providenciar a solicitação de CPF e do Registro Geral (RG), tendo o documento ficado pronto no último dia 5.

Luizinho posa, em frente à Casal, com o novo RG. Foto: Evilásio Almeida

De posse do RG, Luizinho faz planos para melhorar de vida. “Graças a Deus e a ajuda desse povo bom eu consegui os meus documentos. Estou feliz e agora vou correr atrás do prejuízo porque já perdi muito tempo. Preciso me cadastrar nos programas do governo para ver se eu recebo algum benefício”, desabafou.

Ele disse ainda que um amigo já pediu os seus documentos para inscrevê-lo num programa assistencial do Instituto Mandaver, que desenvolve atividades sociais no bairro Vergel do Lago. “Tomara que eu consiga alguma ajuda”, disse esperançoso.

Já Maria Quitéria Rocha, secretária da Superintendência de Logística e Suprimentos (Sulos), a quem Luizinho considera como madrinha, disse que frequentemente tem feito uma “vaquinha” solidária com os colegas da Casal para ajudá-lo. “Estamos muito felizes em poder contribuir com esta causa. Esperamos que ele possa ter uma condição de vida melhor daqui para frente”, ressaltou.

Luizinho e Maria Quitéria Rocha, a idealizadora da campanha solidária. Foto: Evilásio Almeida

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados