Câmara aprova protocolo de intenções para aquisição de vacinas em consórcio com municípios

Durante a sessão vereadores debateram crescimento da doença e necessidade de encontro com secretário Pedro Madeiro

Câmara aprova protocolo de intenções para aquisição de vacinas em consórcio com municípios

Durante a sessão vereadores debateram crescimento da doença e necessidade de encontro com secretário Pedro Madeiro

Por Redação com Assessoria | Edição do dia 10 de março de 2021
Categoria: Maceió, Notícias, Política


O agravamento das crise sanitária e de saúde publica provocada pela pandemia de Covid-19 voltou a pauta da sessão da Câmara de Maceió. Desta vez os vereadores aprovaram por unanimidade um projeto que ratifica protocolo para a compra, por meio de consórcio com outros municípios brasileiros, vacinas, medicamentos e equipamentos de combate a doença. A mensagem foi publicada na edição desta quarta-feira (10) do Diário Oficial.

Conforme explicou o líder do governo, o 2° secretário vereador Siderlane Mendonça (PSB) a matéria é resultado de mensagem publicada pelo município. Diante da necessidade e da situação que envolve os casos na capital ele pediu a tramitação em caráter de urgência.

“Diante da realidade da doença em nossa cidade foi essencial a tramitação em caráter de urgência e por isso agradeço a compreensão da casa pela sua aprovação, já que é um assunto do interesse de todos”, justificou Siderlane que foi o relator especial da matéria.

Acompanhamento

Ainda durante as explicações pessoais na abertura dos trabalhos desta terça-feira, o médico e vereador Dr. Valmir Gomes (PT) propôs o convite para uma reunião ampliada com o secretário Municipal de Saúde Pedro Madeiro. Ele lembrou que é necessário saber detalhes sobre as tratativas da cidade quanto a possibilidade da compra da vacina Oxford/AstraZeneca.

“A situação é grave e precisamos saber como estão sendo feitos os encaminhamentos e medidas do município, inclusive se há alguma tratativa para a aquisição da vacina que foi apresentada ao prefeito e ao próprio secretário” lembrou o vereador.

Ele propôs ainda que a casa possa formar um grupo de acompanhamento das medidas municipais e articulador de debates sobre o tema, para contribuir com os futuros posicionamentos que serão adotados.

Articulação

Na semana passada, representantes de uma empresa investidora na produção da vacina Oxford/AstraZeneca apresentaram detalhes de como poderia ser feita a adesão do município para  aquisição do imunizante direto da Inglaterra. A mediação do encontro foi feita pelo presidente da casa, vereador Galba Netto (MDB).

Ao relatar detalhes do encontro Galba deixou claro que não existem previsões de compra, muito menos de repasse antecipado de recursos, sem que se analise em detalhes todo o processo e, principalmente o estoque do produto. Quanto ao pagamento, se houver compra, só ocorrerá quando os lotes estiverem na capital.

O vereador Samyr Malta (PTC) destacou que tem acompanhado com preocupação o aumento do número de casos e voltou a lembrar que defendeu um “choque de realidade” para que a população pudesse se conscientizar da gravidade do problema.

“Mas que seja tomada uma atitude nem oito e nem oitenta, para afetar o mínimo possível a economia. E se afetar que o Estado e o Município possa ajudar no que for necessário”, acrescentou Malta.

Sobre o aumento da contaminação, o médico e vereador Cléber Costa (PSB) foi enfático em criticar a situação do transporte público. Para ele não há dúvidas que no momento é o equipamento com o maior risco de contágio da doença na capital alagoana.

Segundo o  vereador Siderlane Mendonça (PSB) já têm sido feito contatos com o secretário Pedro Madeiros e o coordenador de Gestão Integrada de Combate à Covid-19, Cleydson Moura, para que seja articulada um encontro com os vereadores.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados