CadÚnico orienta servidores e usuários sobre o combate ao câncer de próstata

Ação marca as atividades alusivas ao Novembro Azul

CadÚnico orienta servidores e usuários sobre o combate ao câncer de próstata

Ação marca as atividades alusivas ao Novembro Azul

Por Assessoria | Edição do dia 13 de novembro de 2021
Categoria: Maceió | Tags: ,,,,


Não é a primeira vez que a sede do Cadastro Único se transforma em um espaço de orientação sobre a saúde da mulher e do homem. Desta vez, a atividade realizada abordou a prevenção ao câncer de próstata, o tipo mais comum entre a população masculina, chegando a representar 29% dos casos de câncer em todo o Brasil, de acordo com as pesquisas elaboradas pelo Instituto Nacional do Câncer.

A iniciativa, realizada na unidade da Assistência Social, marcou as atividades alusivas ao Novembro Azul. Com uma estimativa de público de 200 pessoas, entre usuários e servidores, a ação foi realizada na quinta-feira (11) e orientou os participantes sobre os cuidados em relação à saúde do homem.

Além da palestra sobre os cuidados em relação ao câncer de próstata foram oferecidos atendimentos em saúde, tais como a verificação da pressão arterial e testes rápido de glicemia (que verifica a quantidade de açúcar no sangue), com o intuito de prevenir contra o diabetes.

O coordenador do Cadastro Único, Diogo Santos, explica que as ações realizadas com os usuários e servidores seguem o calendário da saúde com a intenção de orientar sobre os cuidados e prevenções de doenças que atingem mulheres e homens.

“Nesta ocasião, debatemos e informamos sobre a necessidade da prevenção e dos cuidados com a saúde do homem. Contamos com a participação de uma equipe de estudantes da UNIT. Nosso calendário de eventos segue o calendário da saúde e a próxima ação será o dezembro vermelho, na campanha de prevenção e combate ao HIV/AIDS e demais infecções sexualmente transmissíveis”, revela Diogo.

A coordenadora do Bolsa Família/Auxílio Brasil, Aline Pontes, participou da atividade e alerta para a importância de realizar ações  como esta, voltadas para os cuidados com o corpo e a prevenção de enfermidades como o câncer de próstata.

“Todos os anos, mais de 60 mil brasileiros recebem o diagnóstico de câncer de próstata e mais de 15 mil morrem da doença. Embora o Novembro Azul seja uma campanha da política de saúde, a Assistência Social não pode se isentar de algo tão importante. Por este motivo trouxemos a temática para os nossos servidores e usuários, com o objetivo de diminuir essa triste estatística”, enfatiza Aline Pontes.

A enfermeira e professora universitária do curso de enfermagem do Centro Universitário Tiradentes, Marta Maria Silva Cavalcante dos Santos, participou da ação. Ela explica que as palestras que orientam sobre a prevenção ao câncer de próstata se tornaram eficazes para conscientizar e prevenir sobre à doença, ao realizar o diagnóstico precoce.

“A prevenção e o diagnóstico precoce são as principais e melhores atitudes contra o câncer da próstata. Sabemos que esse tipo de câncer  está entre os cânceres que mais acometem o homem. Por isso se faz tão importante enfatizar as orientações a respeito desta doença”, conta a docente.

As ações de promoção à saúde que já foram realizadas na sede do Cadastro Único e do Bolsa Família/Auxílio Brasil abordaram temas como a prevenção ao câncer de mama e colo do útero, durante o Outubro Rosa, e ainda debateu as questões relativas à prevenção ao suicídio, no Setembro Amarelo, com atividades presenciais e uma live sobre o tema.

Saúde Masculina

Entre 2020 e 2022, O Instituto Nacional do Câncer estima que mais de 65 mil casos de câncer de próstata sejam diagnosticados em todo o país. A doença tem mais probabilidade de atingir homens com mais de 55 anos e com obesidade.

Outros tipos de cânceres atingem a população masculina, tais como o de pênis que em alguns casos leva a amputação do membro. O Instituto do Câncer estima, que ainda este ano, ocorram mais de 1.100 novos casos da doença. Os riscos que levam à incidência da doença é a falta de higiene íntima adequada e infeção por HIV.

As campanhas relativas ao Novembro Azul chamam a atenção para o câncer de boca, que é o quinto com o maior número de casos diagnosticados entre a população masculina.

Os fatores de risco que podem levar à doença são o consumo excessivo de álcool, o uso de cigarro, a exposição solar sem proteção e infecção pelo vírus HPV. A doença atinge homens com mais de 40 anos de idade. O Instituto do Câncer aponta para mais de 11 mil novos casos entre os anos de 2020 a 2022.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados