Bom Dia!, Sábado - 7 de Dezembro de 2019

 

BRIGÕES DO REI PELÉ: Falta um para completar o “time de presos”

Da Redação / 3:42 - 02/06/2016

SSP apresenta acusados de envolvimento na “guerra do Rei Pelé” que envergonhou Alagoas


Foto: Cacá Santiago/ O Dia Mais

Foto: Cacá Santiago/ O Dia Mais

Dez jovens acusados de envolvimento nas cenas de violência logo após a partida Final do Campeonato Alagoano, entre CSA e CRB (dia 8 de maio), estão presos. Dos 11 identificados como envolvidos nas cenas de violência, dez estão na cadeia.

A polícia deu a resposta imediata, após ser cobrada com veemência pelo governador Renan Filho. Para a Polícia Militar, o episódio tinha cessado quando os feridos foram socorridos. Até porque, a PM tem o dever constitucional de “prevenir/reprimir o crime”. Para a Polícia Civil, nada seria investigado porque a instituição estava em greve e “briga de torcida é algo muito comum em Alagoas”.

Mas, o governador não gostou do que viu e da forma como Alagoas foi achincalhado Brasil afora. O mínimo que se podia fazer era, de fato, investigar tudo e prender a maior parte dos envolvidos. Foi o que aconteceu, ao menos com os casos de espancamentos.

Entre eles, integrantes das torcidas organizadas dos dois times e torcedores comuns. O “time” foi apresentado nesta manhã, pela cúpula da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Cinco foram presos poucas horas depois da “guerra” no gramado do Rei Pelé. Outros quatro foram localizados e presos, com expedição de mandado de prisão, na semana passada. No entanto, a cúpula da SSP resolveu “apresentá-los à imprensa alagoana”.

A principal acusação contra eles é a de tentativa de homicídio, uma vez que dois torcedores (um de cada time) foram brutalmente espancados e precisaram de atendimento no Hospital Geral do Estado (HGE). Outros foram presos sob a acusação de “invasão ao campo”.

“Seis deles vão responder por tentativa de homicídio por terem se envolvido nas agressões. Três responderão por invasão ao campo”, disse o delegado Ronilson Medeiros. O crime de invasão ao campo, embora de menor potencial ofensivo, está previsto no Estatuto do Torcedor.

Estão presos:

1 –  Lucas Souza Lima, de 22 anos;

2 – Flávio Pereira Silva, de 19 anos

3 – Rodrigo Vitor Vanderlei, 19 anos;

4- Ademir Matias Santana, de 41 anos;

5 – Thiago Benedito dos Santos, de 24;

6 – Ítalo Fernandes da Silva, de 19;

7 – Madson Berg de Oliveira, 23 anos;

8 – José Ronaldo Rocha da Silva, de 22;

9 – Michael Douglas Santos Freitas, de 24;

Um adolescente de 16 anos foi apreendido e também está “aguardando” julgamento.

Para completar o “time de brigões” está faltando prender apenas um, identificado como Renato Roberto de Bezerra, de 24 anos. A Polícia Civil pede que, quem tiver informações sobre esta rapaz que faça contato, mesmo de forma anônima, através do Disk-Denúncia 181).

 


Comentar usando