BPA apreende cerca de 800 caranguejos de forma irregular

Pesca proibida foi flagrada em área de manguezal na lagoa em Coqueiro Seco

BPA apreende cerca de 800 caranguejos de forma irregular

Pesca proibida foi flagrada em área de manguezal na lagoa em Coqueiro Seco

Por | Edição do dia 8 de janeiro de 2020
Categoria: Meio Ambiente, Notícias | Tags: ,,,


5734ccbbcc4bd04e97372ff3dad99251_L

Pelo menos 800 caranguejos da espécie uçá foram recuperados durante uma operação do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA)  realizada nesta terça-feira (07). O flagrante aconteceu no Complexo Estuarino-Lagunar Mundaú, localizado no Povoado Cadoz, município de Coqueiro Seco e os animais fora soltos seu habitat natural.

Segundo relatos, a guarnição realizava patrulhamento na região de manguezal, próximo ao povoado Cadoz e se deparou com quatro indivíduos próximos ao mangue. Ao visualizarem a embarcação com os policiais, os suspeitos se evadiram rapidamente do local abandonando seis sacos.

A equipe verificou o conteúdo dos sacos e constatou que se tratava de caranguejos da espécie uçá que tinham sido capturados com um material chamado de redinhas — apetrecho não permitido para esse tipo de pesca, de acordo com a portaria 34 do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

A prática também é proibida de acordo com Artigo 34 da Lei 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais): “Pescar em período no qual a pesca seja proibida ou em lugares interditados por órgão competente: Pena — detenção de um ano a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente”. O infrator pode sofrer detenção de um a três anos e/ou multa.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados