Bope confronta rodoviários da Veleiro que protestavam na Avenida Fernandes Lima

Por Redação | Edição do dia 25 de setembro de 2020
Categoria: Maceió, Notícias | Tags: ,,,,


Foto: Reprodução / Vídeo

Os ex-funcionários da empresa Veleiro bloquearam mais uma vez a Avenida Fernandes Lima, no bairro Farol, em Maceió, na manhã desta sexta-feira, 25, em protesto por reivindicações trabalhistas, como indenizações após demissões. Para desobstruir a via, o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) entrou em confronto com os trabalhadores com o auxílio de bombas de efeito moral.

Segundo informações, o protesto teve início às 7h30 de hoje e durou até às 9h30, após a chegada do Bope. Os ex-funcionários estavam sentados em uma faixa de pedestres, próximo ao Centro Educacional de Pesquisa Aplicada (Cepa), quando os militares do Bope passaram a dispersar o grupo. Informações dão conta de que uma manifestante foi presa.

Antes da chegada dos militares, ex-funcionários teriam depredado um ônibus da empresa para pressiona-la a arcar com as reivindicações trabalhistas.

De acordo com Sandro Regis, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Alagoas (Sinttro-AL), a empresa está protelando os pagamentos atrasados e a Justiça não tomou, até o momento, “uma atitude enérgica” para que os trabalhadores possam ser indenizados.

“A empresa não senta com os trabalhadores. O gerenciamento de crise tentou marcar audiência, mas a empresa disse que não tem o que fazer. Daí foram lá e autorizaram o Bope a desobstruir a situação lá”, contou.

Após a manifestação de hoje, uma audiência foi marcada para a próxima quinta-feira, 1, na 7ª Vara do Trabalho de Maceió, para que uma solução possa ser acertada entre os funcionários e a empresa, informou Sandro Régis. Ele ainda disse que o Ministério Público pede urgência por uma resolução do conflito.

Foto: Abidias Martins

 

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados