Bolsonaro aposta no caos para realizar sonho dourado de nova ditadura

Ritmo lento da vacinação projeta paralisação da economia sem perspectiva de fim da pandemia

Bolsonaro aposta no caos para realizar sonho dourado de nova ditadura

Ritmo lento da vacinação projeta paralisação da economia sem perspectiva de fim da pandemia

Por Antonio Pereira | Edição do dia 24 de abril de 2021
Categoria: Opiniões | Tags: ,,,,,,,,,,,


Certo de que não conseguirá emplacar novo mandato caso não crie uma reviravolta violenta no país e mude o quadro político, Jair Bolsonaro volta a sonhar com homens do Exército nas ruas, fechamento do Congresso, Supremo e caos na suada democracia brasileira. O presidente está acuado com uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) em andamento no Senado e seu maior inimigo político liberado para concorrer com ele em 2022.

A situação do Brasil em relação a pandemia mundial da Covid-19 é a pior possível. O governo Bolsonaro, que deveria ter providenciado a compra de vacinas no ano passado, aposta todas as fichas contra a imunização da população. Com isso, o mais recente balanço aponta que até agora apenas 28.765.257 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19. O número representa 13,58% da população brasileira. Destes, apenas 5,79% da população com as duas doses da vacina. Números que falam por si e demonstram que o país está longe, muito longe de sair dessa grave crise sanitária.

Sem vacinação em massa, o Brasil não conseguirá movimentar a sua economia como deveria. Bolsonaro não tem escondido de ninguém que esse cenário de caos foi sim planejado por ele, que sempre jogou contra a vacina, o distanciamento social e até mesmo o uso de máscaras.

O presidente Bolsonaro, considerado o maior negacionista do mundo, sabe que terá que dar um cavalo-de-pau político para se manter no poder. Cada vez menos popular, Bolsonaro vislumbra tanques de guerra nas ruas como uma saída para amedrontar seus adversários e quem sabe estabelecer uma nova ditadura militar com ele e seus filhos no comando.

A recente fala do presidente em evento em Manaus demonstra toda a torcida dele por um caos social nos estados, ‘forçando-o’ a enviar as tropas para as ruas, numa tentativa louca de permanência no cargo.

Para que esse jogo do presidente Bolsonaro tenha algum êxito é preciso que as chamadas Forças Armadas o apoiem, o que também não é certo, já que recentemente ele mandou para o olho da rua toda a cúpula militar. Bolsonaro é uma fábrica diária de crise. Suas falas sempre suscitam as mais sórdidas teorias da conspiração e servem para manter seu ‘exército de amalucados’ em permanente prontidão.

O sonho dourado de Bolsonaro de transformar o Brasil novamente em uma ditadura militar talvez não passe de apenas um delírio deste político medíocre, que sempre nos lembra o quanto é perigoso eleger um incapaz para presidente da República.

Infelizmente, a realidade brasileira é a mais problemática possível. Milhões estão de volta a pobreza extrema. Milhares perderam o emprego e vivem de bicos e venda de quinquilharias nas ruas. Uma situação provocada por decisões deliberadas de apostar no caos absoluto.

Bolsonaro vai passar para a história como o presidente que não conduziu ações efetivas diante de uma grave crise sanitária. Ele sempre vai ser lembrado por ter incentivado a proliferação da doença, ao não providenciar a tempo soluções.

Desde que foi iniciada a pandemia, Bolsonaro tem agido diuturnamente contra qualquer medida científica de contenção do vírus. Ele jogou o Brasil num ‘fla X flu’ político, onde só ele sobrevive, enquanto milhares já morreram e outros tantos mais morrerão.

One thought on “Bolsonaro aposta no caos para realizar sonho dourado de nova ditadura”

  1. Cicero A.da Silva disse:

    Triste

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados