Blatter descarta deixar Fifa antes da nova eleição em 2016

A Justiça suíça anunciou a abertura de um processo penal contra o presidente, acusado de gestão criminosa e apropriação indébita

Por | Edição do dia 28 de setembro de 2015
Categoria: Artigos | Tags: ,,,


O presidente da Fifa, Joseph Blatter , voltou ao trabalho nesta segunda-feira, 28, na sede da entidade, em Zurique, e anunciou que seguirá no cargo até as eleições, previstas para acontecerem em fevereiro de 2016. Através de um comunicado oficial, divulgado por seus advogados, o mandatário afirmou que não cometeu nenhuma irregularidade.

– O presidente Blatter conversou com funcionários da Fifa e afirmou que continuará a colaborar com as autoridades. Ele afirmou que não fez nada de inapropriado ou ilegal e comunicou que seguirá como presidente – dizia o comunicado, anunciado pelos advogados do suíço.

Blatter voltou a estampar as principais manchetes do mundo, na última sexta-feira, quando a Justiça suíça anunciou a abertura de um processo penal contra o presidente, acusado de gestão criminosa e apropriação indébita.

A abertura do processo está ligada a assinatura de um contrato feito pelo presidente com a Federação de Futebol do Caribe, no qual o mandatário teria assinado com acordo desfavorável à Fifa, violando suas obrigações e agindo por interesse próprio.

O presidente da Fifa também é suspeito de realizar um pagamento ilegal para o presidente da Uefa, Michel Platini, por trabalhos realizados entre janeiro de 1999 e junho de 2002. Sobre o caso, o comunicado afirmava:

– Sobre Platini, o presidente Blatter na sexta-feira dividiu com as autoridades suíças o fato de que o senhor Platini teve uma relação laboral valiosa com a Fifa servindo como um conselheiro para o presidente desde 1998. Ele explicou que os pagamentos efetuados foram uma forma de compensação válida.

O próprio presidente da Uefa, Michel Platini, explicou o pagamento efetuado por Blatter, avaliado em R$ 8,1 milhões, realizado em fevereiro de 2011.

– Fui interrogado pelas autoridades suíças para proporcionar informações relativas às investigações da Fifa. Sempre estive aberto a cooperar com os órgãos e autoridades competentes, tanto que cooperei plenamente. Com respeito ao pagamento que me foi feito, quero ressaltar que essa quantia se refere ao trabalho que executei sob contrato com a Fifa. Foi um prazer ter podido esclarecer todas essas questões às autoridades – disse Platini, através de nota divulga à imprensa na última sexta-feira

Em comunicado, Blatter afirmou que não fez nada de inapropriado ou ilegal

Em comunicado, Blatter afirmou que não fez nada de inapropriado ou ilegal

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados