Boa Tarde!, Terça-Feira - 19 de Novembro de 2019

 

Bienal de Alagoas: programação de sexta terá música, palestras e oficinas de dança

Assessoria / 12:15 - 08/11/2019


csm_bienal-ufal19_1b298a0911

O final de semana se aproxima e nesta sexta, oitavo dia da 9° Bienal Internacional do Livro, a programação oferece diversas atrações e atividades para o público. A feira de livros continua no Espaço Armazém. No Pavilhão das Oficinas, a manhã será iniciada com a mesa-redonda “As muitas expressões do feminismo jurídico: teorias e vivências” com Elaine Cristina Pimentel Costa de 10h às 13h na sala 2.

Na sala 1 do mesmo prédio, de 14h às 16h será realizada a palestra Raça, racismo e racialismo: os conceitos por trás do sofrimento humano com Paulo Vinícios Ventura e na sala 6, de 14h às 17h, a oficina Cordel: brincar com rimas com Cristiano Kriko.

Oficinas

Na Escola Técnica de Artes (ETA) serão realizadas oficinas de dança para o público da Bienal, algumas delas serão: iniciação à dança do Ventre, introdução à dança flamenca através da educação somática, contato e conexão: os elementos da natureza aplicados ao Zouk, contatos cruzados, dança urbana: oficina de breaking e hip hop improvisado.

Para os recém formados, no Espaço Sebrae, de 13h30 às 20h30 a atividade Me formei. E agora? Abordando a literatura, no Espaço Sesc, localizado no Iphan, de 14h às 16h, o público pode acompanhar a palestra Além da fabulação: a escrita como força de vida e arte com Juliana Leite/RJ, vencedora do Prêmio Sesc de literatura 2018 na categoria Romance. Às 18h, serão vendidos livros com momento para autógrafos e roda de conversa com autoras e autores alagoanos.

 A Escadaria da Associação Comercial receberá a Palestra com Roberto Leher das 18h às 19h e de 19h às 21h, a mesa-redonda Memória, Verdade e Justiça. E no mesmo prédio, no Auditório, será realizada a mesa-redonda PET Saúde: Interprofissionalidade na Formação em Saúde às 14h. Às 15h30, ainda no tema saúde, haverá o painel O SUS como Cenário de Prática da Aprendizagem Colaborativa.

A praça da Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo sediará, de 18h às 22h, a roda de conversa Gênero, sexualidade e raça: masculinidades em debate. E na Igreja, durante toda a tarde e noite, haverá apresentação de coros e corais. Às 14h, o Coro Encantus (Delmiro Gouveia), às 15h, o Coro do Sertão (Delmiro Gouveia), às 16h, o Coral da Queimada da Palhinha (Bahia) e às, 19h, o Grupo de Saxofones da Ufal.

A programação também conta com teatro. No Teatro Homerinho, às 17h, será realizada a Conversa de Coxia com Otávio Cabral e Erom Cordeiro. Às 19h, no Rex haverá o Espetáculo de Teatro Delírios. Também no Rex acontecerá, das 10h às 18h, o seminário Inclusão, Diversidade e Complexidade.

Acesse a programação completa pelo site da Bienal e nos acompanhe nas redes e através da Rádio Bienal.


Comentar usando