Bibliotecas devem ser implantadas até 2020

Por | Edição do dia 1 de dezembro de 2015
Categoria: Educação, Notícias


Colaborador – Rodrigo Rosas

 

A lei da biblioteca escolar existe e foi sancionada em Brasília, em 24 de maio de 2010, pelo ex-presidente Lula. O decreto determina que todas as escolas de ensino público e privado do país, devem ter bibliotecas até 2020. A profissão do bibliotecário, a partir da lei 4.084 de 1962, em seu artigo segundo, deixa claro que o exercício da profissão, em qualquer dos campos, só será permitido aos bacharéis em biblioteconomia com diplomas expedidos por escolas de biblioteconomia de nível superior, equiparadas e oficialmente reconhecidas. A lei também vale para as instituições estrangeiras que apresentem diplomas revalidados no Brasil.

Dentro de ambientes escolares, o profissional bibliotecário habilitado, realiza funções importantes, como elaborar planejamento, estudar sobre a estrutura da escola, promover a interação conjunta entre professores e alunos, realizar um estudo sobre os usuários, conhecer o clima organizacional e fazer o desenvolvimento de coleções.

PROFISSIONAIS EM ESCOLAS DE ENSINO FUNDAMENTAL
A coordenadora das bibliotecas do município, da Secretaria Municipal de Educação, Cristina Rezende, diz que está sendo implantada nas escolas uma infraestrutura que possui um suporte de espaço físico, mas que não existem bibliotecários para compor toda a rede, motivo para que o trabalho fique defasado.

A capital alagoana possui 94 escolas de ensino fundamental, e dessas, apenas duas possuem profissionais bibliotecários: escola Balthazar de Mendonça, localizada no bairro do Jacintinho e a Carmelita Gama (CAIC), no bairro da Cidade Universitária.

“Das 94 escolas fundamentais em 2013, existiam pequenos espaços de sala de leitura, locais que serviam somente para depósito de livros. Limpamos 70 escolas, realizamos minicurso com todos os professores readaptados nesses espaços para que eles pudessem organizar e limpar o acervo, deixando a biblioteca aberta para leitura dos alunos”.

As escolas estaduais possuem espaços reservados de leitura, chamados de “cantinho da leitura”, para as que possuem biblioteca, geralmente o responsável por ela é um professor, profissional que não está apto para ministrar aulas e acaba sendo desviado de sua função, prática não permitida por lei.

ESCOLAS PRIVADAS
Essa situação muda quando o cenário são as escolas privadas da cidade. As instituições de ensino Santa Úrsula, Sistema Educacional Brasileiro (SEB COC), Sacramento, Fundação Bradesco, Madalena Sofia e Marista, possuem bibliotecas e profissionais bibliotecários.
A bibliotecária Vanessa Silva, do Colégio Marista fala da importância da biblioteca escolar nas instituições de ensino.
“É um complemento da sala de aula, não se trabalha de forma isolada, os alunos tem a biblioteca como fonte de pesquisa e apoio pedagógico, o bibliotecário auxilia na questão de pesquisas e no incentivo a leitura. Fazemos o intermédio entre os alunos e professores, mostrando a importância do acervo, no intuito que seja usado de forma adequada”, enfatiza.

DESAFIOS DA EDUCAÇÃO
Um dos grandes desafios na educação está ligado à lei que exige no Brasil a construção de 130 mil bibliotecas até 2020. Para Rosaline Mota, membro do Conselho Federal de Biblioteconomia, a fiscalização pode ser a palavra chave para a mudança da realidade atual.

“O Conselho aumentou o número de fiscalização e só essa iniciativa garante que as instituições venham a contratar o profissional bibliotecário e regularizar sua situação. Quando as escolas particulares são notificadas, seus gestores dão um jeito rapidinho de contratar, principalmente por força da lei”, explica.

Instrumentos como Prova Brasil, Saeb, Enem e o Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA) revelam que apenas 5% dos estudantes brasileiros têm “nível adequado” de leitura.
Nas escolas particulares, o número também deve aumentar e o profissional precisa ser valorizado por ser uma peça importante para educação da criança e adolescente, principalmente por ter em mãos o poder de formar adultos leitores.

Deixe uma resposta

Publicidade
 
 
Publicidade

2019 O dia mais - Todos os direitos reservados